estrategia de marketing

Importância do Plano de Marketing

A realização de um Plano de Marketing se tornou essencial no cenário atual do mercado para o sucesso de sua empresa, ainda mais com a forte concorrência que existe hoje em dia. Muitos ainda acreditam que o marketing não é necessário, ou deve existir apenas em empresas grandes, e que pequenas empresas não precisam desse tipo de serviço. Apesar de muitas resistirem, a falta de estratégias de marketing especialmente desenvolvidas às necessidades pode acabar fazendo com que a empresa não consiga encontrar seu lugar no mercado.

Um Plano de Marketing não é distribuir panfletos, ou apenas mandar e-mails para um mailing especial, a função dele é organizar sua empresa e entender quais as necessidades de seus clientes, e, dessa forma poder planejar estratégias específicas que visam atender o que o público espera. Ele não é garantia de sucesso sempre, mas é um dos fatores que ajuda a diminuir bastante a chance de erro em suas ações, além de ajuda a captar clientes, e analisar o mercado.

Então, mesmo que você seja uma pequena empresa, procure ter um planejamento de marketing especial para o que você precisa.

O que é Branding?

branding-taglines

O termo branding tem gerado muitas dúvidas para empresas, e até profissionais de marketing, e em algumas ocasiões acaba sendo usado de forma errada. O número de ações de “branding” tem crescido visivelmente, e as empresas passaram a investir pesado nesse tipo de ação.

Afinal, o que é Branding? Para explicar menor, vamos do começo. Brand, ou marca, é um conjunto de percepções que representam o seu produto, serviço ou organização. O que para a marca é a imagem que o público tem dela. Sua marca não é apenas o slogan, ou a identidade visual da empresa, essa parte é o “visível”. A importância da marca é o valor percebido, ou seja, é intangível.

Nessa parte é que entra o branding, de fato. O objetivo dele é fortalecer sua marca com o público, mostrar que ela é importante, que sua marca tem aquele “a mais” que o cliente procura, e que seu produto/serviço é o que ele precisa. O branding procura atrair clientes para a sua marca sem que você tenha que caçá-los com outros tipos de estratégia, muitas vezes mais caras.

Os clientes procuram mais do que algo diferente, eles procuram relevância. Então seja relevante, e mostre que sua marca é aquilo que o seu cliente precisa.

ROI e o E-Commerce

ROI

Uma das siglas mais importantes que existem no marketing é o ROI, que em português significa Retorno Sobre Investimento.

O ROI é calculado através do lucro líquido e do investimento feito pela empresa. Essa métrica é fundamental para que possa ser mensurado o resultado de suas ações.

Simplificando, o ROI serve para medir se suas ações estão dando certo ou não. Com ele você visualiza se o que você tem investindo está dando o resultado esperado. Em campanhas de redes sociais, por exemplo, existem diversos indicadores a serem avaliados, como RT’s, comentários, compartilhamentos, curtidas.

Como cada campanha é diferente da outra, você sempre deve ter seu objetivo definido antes da ação ser realizada, assim fica mais fácil de saber onde seu investimento está dando resultado.

Algumas empresas de e-commerce, por exemplo, utilizam dados adquiridos nas redes sociais para saber onde devem investir. Ao verem que um post relacionado a certo produto gera um buzz maior, elas voltam suas ações para que as vendas dele sejam aumentadas.

Nesse caso, o ROI não funcionará apenas para saber se você tem obtido lucro ou não, ele te auxiliará a entender melhor seu público alvo.

Não faça spam, faça e-mail marketing

email-marketing-prices(1)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O e-mail marketing não está ultrapassado, muito pelo contrário. Usado de forma correta, ele pode representar um aumento significativo de vendas para a sua empresa.

A ferramenta é bastante usada por empresas de marketing direto, seja para promoções ou vendas. Apesar de ser comunicação de massa, ele não é spam. Mas algumas medidas devem ser necessárias para que seus clientes passem a ignorar seus e-mails.

Um dos primeiros passos para que seu e-mail marketing tenha um desempenho interessante é possuir um mailling saudável para o envio dos seus e-mails. Mas o que é um mailling saudável? São e-mails adquiridos através de cadastro direto no seu site, ou coletado de seus clientes. Caso contrário, você terá que comprar uma base, e que pode fazer seus e-mails sejam colocados na lista de spam.

Para que você consiga essa base saudável, incentive seus clientes a se cadastrarem em seu site, crie campanhas atrativas. Ter uma base assim tende a aumentar a taxa de abertura dos seus e-mails, o que gera, proporcionalmente, um aumento de vendas.

Outro passo importante para o sucesso da ferramenta é a mensuração dos dados, isso te ajudará a entender seu público, verificar o sucesso de suas campanhas. Alguns dados importantes para mensurar são, além da taxa de abertura, número de pessoas que pediram para ser retirada da base, porcentagem de clicks em cada área do e-mail, horário de abertura.

É importante sempre entender os dados, procurar manter a base limpa, e manter seus e-mails atrativos. Isso com certeza irá ajudar a sua empresa a atrair, e não a afastar o público.

PME’s e o Marketing Digital

digital

“Uma pequena empresa pode ser grande no ambiente virtual”. É isso o que afirma o professor de mídias sociais, Marcos Paulo Perfeito.

A melhor forma de se fazer isso é investindo no marketing digital, uma forma eficaz e relativamente mais barata para atrair clientes.

Onde deve ser investido?

O primeiro passo é possuir um bom site para sua empresa, que seja objetivo, e pensado para o seu potencial público-alvo – leia aqui nossos artigos sobre design responsivo e a importância dos sites – dessa forma, sua empresa já terá uma exposição grande, afinal a internet, nos dias de hoje, é para praticamente todos.

Outro ponto importante é a presença nas redes sociais, que ajudam a fortalecer não só a marca, mas também o relacionamento com os clientes. Estar nesse ambiente auxilia a entender as necessidades e desejos do consumidor, podendo assim prestar um serviço de maior qualidade. Além disso, as redes sociais são uma forma de divulgação sem custo, pois só se paga caso sejam feitos anúncios dentro delas, o que é interessante, pois permite que você atinja um público segmentado dentro de uma rede com milhares de pessoas.

O Google Adwords é outra ferramenta muito usada por pequenas empresas. Ela possibilita que a estratégia seja feita de acordo com o orçamento disponível, e pode trazer resultados em um curto espaço de tempo.

Uma das ferramentas mais usadas, o e-mail marketing é uma alternativa para prospecção e manutenção de clientes. Porém é necessário que ele seja usado com sabedoria, e também que sua empresa possua um bom mailling. Um e-mail marketing bem elaborado só ajudará ainda mais a sua empresa.

Para que essas dicas funcionem, é preciso uma estratégia bem elaborada, e que a mesma esteja de acordo com o perfil da sua empresa.

Por que ter um site?

Ter um site para sua empresa é, nos dias de hoje, uma das coisas mais fundamentais. Eles auxiliam sua empresa a ficar conhecida no mercado e pelo público. Nele você pode falar sobre sua empresa, seus produtos, seus serviços.

Com o crescimento do acesso a internet, e a consequentemente a procura pela empresa na web, hoje não há mais espaço para “aquele-amigo-que-sabe-fazer-sites”, é necessário desenvolver um site que seja bom, limpo, e que possua as informações mais relevantes sobre o serviço que você presta.

Não possuir um site dificulta muito, além de causar até mesmo certa desconfiança por parte dos potenciais clientes. E não é do interesse de ninguém não ter confiança do público, não é mesmo?

Outro ponto importante é que seu site dever ser pensado para o seu público-alvo, para que ele se interesse em acessá-lo. Não adianta ter um site lindo, mas sem conteúdos que possam ser interessantes.

Para muitos, ter um site apresenta um custo “desnecessário”, porém, é o contrário, não possuir um é perder negócio. Um site é um investimento, sendo bem pensado para a sua empresa, ele trará os bons frutos com o tempo.

Ainda não tem um site para a sua empresa? Então é bom providenciar, não vá ficar para trás no mercado!

O que é Design Responsivo?

responsive-sites

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Design responsivo é uma técnica de estruturação de HTML e CSS que adapta o site ao browser que o usuário está navegando, fazendo com que não seja preciso criar um estilo de página diferente para cada um deles.

Mas por que ele é tão importante nos dias de hoje? O Design Responsivo é uma evolução lógica do design dos sites. Os acessos que aconteciam exclusivamente por desktops, hoje acontece nos mais diversos dispositivos – inclusive geladeiras! O acesso à internet por celulares, por exemplo, representavam 41% dos acessos em 2012. O que mostra que é cada vez mais necessário adaptar o seu site aos novos moldes.

A tendência é que esses números se tornem cada vez maiores, afinal, a sociedade digital em que vivemos sente a necessidade desse tipo de ferramenta.

Uma estratégia de marketing pode fazer a diferença

Todas as vezes em que você fala com alguém sobre o seus negócios, você está envolvido em marketing. Qualquer conversa sobre a sua empresa é uma oportunidade de promover o seu negócio e aumentar as vendas.

A estratégia de marketing vai ajudá-lo em seu foco. Ele identificará as diferentes maneiras com que você pode conversar com seus clientes, e concentrar-se naqueles que gerarão a maioria das vendas.

Falar o que deve ser dito, como falar e para quem falar, a fim de realizar mais vendas. Porque o tempo é crítico, ele indicará quando falar também.

Estratégia de Marketing: objetivos

Seus objetivos de marketing serão focados em como aumentar suas vendas em conseguir e manter clientes.

Para entender como fazer isso, especialistas falam sobre a melhor forma de embalar seus produtos e serviços, quanto cobrar por eles e como inseri-los no mercado.

A estratégia de marketing vai ajudá-lo a personalizar suas mensagens e o mix de abordagens de marketing de forma no lugar adequado para que você suas vendas e suas atividades de marketing formem um conjunto integrado para um plano de marketing eficaz.

Estratégia de marketing: conhecer seus clientes

A estratégia de marketing bem sucedida depende de conhecer seus clientes, o que eles precisam e como você pode persuadi-los a comprar seus produtos.

Não há substituto para o conhecimento. A experiência e comunicação regular, bilateral, vai dizer muito sobre seus clientes. Mas uma pesquisa de mercado alvo trará uma imagem mais detalhada de segmentos de clientes com as mesmas necessidades. Ela ajudará a entender como atingir essas pessoas e para que você não perca tempo com aquelas que não estão interessadas em sua oferta.

Mas você também precisa entender como funciona o mercado – onde seus clientes encontrarão suas ofertas, por exemplo? Sua estratégia deve informar-lhe como mensurar sua concorrência e quais as novas tendências em seu mercado.

Estratégia de marketing: Planejamento

Um plano de marketing indicará como colocar sua estratégia em ação. Ele definirá os orçamentos de marketing e prazos, mas também indicará os resultados de como você está está atingindo seus clientes-alvo – seja através da publicidade, networking, em feiras, marketing direto, e assim por diante.

Fundamentalmente, ele mostrará quando contatar seus clientes. Cronometrar suas atividades para atender os seus ciclos de compra economizará dinheiro e maximizará suas vendas.

Finalmente, o plano de marketing deve olhar para o futuro: ele deve descrever como você faz o acompanhamento das vendas e o que você está fazendo para promover sua oferta.

Como em qualquer plano, o progresso deve ser mensurado e revisado para ver o que está funcionando e o que não está, de modo que você possa definir novas metas, conforme as alterações regulares do mercado.

Sua empresa possui uma estratégia para redes sociais?

f-22222Sua empresa não começaria uma campanha publicitária sem uma estratégia. Da mesma forma, não deveria postar no Facebook sem ter uma também. Quase todas as empresas que ainda não saltaram de forma expressiva na mídia social estão buscando isso. Poucas sabem realmente o que fazer, como abordar e quais recursos e compromissos são necessários para ser bem sucedido.
Pense nisso: Você sabe o que é ter sucesso na mídia social? (Dica: Não é um milhão de seguidores)
Para aqueles que procuram iniciar, ou talvez explorar como tornar uma presença nas redes sociais melhor, é começar a ouvir ao invés de falar. Isso significa fazer uma auditoria social, como identificar seus principais concorrentes, suas metas ideais e os principais influenciadores dentro da sua categoria. Veja aqui algumas dicas que a Edm2 montou:

Encontre seu lugar!
Poucas empresas na rede social tem tempo e recursos necessários para estar em toda a parte. Identifique quais são as plataformas ideais para o seu negócio (Facebook, Twitter, LinkedIn, etc) com base no que cada uma pode realizar e como elas se encaixam. Onde seus concorrentes estão investindo e por quê? Você quer se conectar com seus clientes. Conversar com eles onde já estão “acostumados” desempenha papel crítico para trazê-los até a sua empresa/produto/serviço.

Descubra a sua voz!
As marcas muitas vezes cometem o erro de postar com uma voz robótica, que carece de qualquer senso de conexão pessoal. O engajamento acontece num nível humano. As empresas que tiveram sucesso nas mídias sociais humanizam suas marcas – elas criam uma voz exclusiva e personalidade. Encontre aquelas em seu espaço que possibilitem um diálogo real com sua base de fãs, e você verá a verdadeira personalização nos posts. Pode ser divertido, espirituoso, consultivo ou qualquer outra coisa. Mas não é genérico. Crie uma voz que é fiel à sua marca e envolvente para o seu público alvo.

Ajuste o volume.
Ninguém gosta de um tagarela, mas também é importante ser ativo e participativo sempre. Mais uma vez, ouvir os ambientes sociais e da concorrência podem guiá-lo para o volume certo em seus esforços sociais, quantas vezes postar, a velocidade, as expectativas e a frequência de respostas às postagens nos seus ambientes.

Defina sua estratégia.
Você não começaria uma campanha de marketing sem uma estratégia. Então, não deveria postar no Facebook sem uma também. A forma como você lida para o engajamento e interação com seus clientes-alvo, a exclusividade do que está fornecendo fará com que eles queiram “gostar” de sua marca e interagir com o seu conteúdo, e é como você vai medir e relatar essas métricas de sucesso. O primeiro e mais importante passo é identificar o que você deve dizer para sintonizar com o seu público-alvo. Aqui estão algumas dicas específicas que podem ajudar a identificar por onde começar:

1. Explore conversas entre uma grande variedade de fontes para ver quais as questões que estão surgindo para as pessoas em seu alvo.

2. Visite fóruns para ver quais são os tópicos de interesse em relação ao seu negócio. A etapa de escuta social, irá identificar alguns fóruns populares que estejam de acordo com o seu público alvo.

3. Selecione um site concorrente para ver os tópicos que estão impulsionando engajamentos.

Armado com um conhecimento prático do espaço da mídia social, os esforços de seus concorrentes e os interesses de seus público, você está pronto para saltar. Esteja preparado para fazer um investimento a longo prazo para a efetiva realização dos seus planos sociais e estabeleça metas mensuráveis ​​e alinhadas com seus objetivos do negócio.

Otimização para motores de busca (SEO – Search Engine Optimization)

OtimizaçãoOtimização para motores  de busca (SEO – Search Engine Optimization) é o conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados nos sites de busca.

A Otimização para Sistemas de Busca normalmente é oferecida como um serviço profissional autônomo, ou como parte de um projeto de Webmarketing e pode ser muito eficaz quando incorporado no início do desenvolvimento do projeto de um website.

Os principais motores de busca disponibilizam guias e informações para ajudar o webmaster com a indexação e otimização do seu site. A Google, por exemplo, tem o “Ferramentas do Google para webmasters”, que ajuda a descobrir se existe algum problema de indexação do site do webmaster dentro da máquina de busca e ainda disponibiliza inúmeros dados sobre o tráfego no Google para o seu site. Estes sites de busca também permitem a criação de “adWords”, que são anúncios de um site ou negócio na internet, que aparecem no resultado da busca de alguém que procura qualquer coisa relacionada com aquele produto ou serviço.

Para classificar os sites, os mecanismos de busca levam em consideração alguns aspectos, como o tempo de registro do domínio, frequência e originalidade do conteúdo, características da página, termos relevantes utilizados no conteúdo, fontes de pesquisa, uso adequado do arquivo robots.txt, velocidade de carregamento do site, entre outros. Em termos de competição, um termo de busca “palavra-chave” com grande volume de resultados dificulta o posicionamento através programação para busca orgânica, podendo ser necessária uma ação de anúncios pagos ou links patrocinados.

Nem sempre os sites bem posicionados são os melhores do seu segmento de negócio, mas alcançaram o topo nos resultados de busca por terem feito um bom trabalho de otimização. Uma forma que muitas empresas estão usando para fazer a divulgação e marketing na Internet.

Com o serviço da Edm2 você pode melhorar sua exposição nos sites de busca de forma progressiva e eficaz.
Confira em: http://www.edm2.com.br/servicos/otimizacao-buscas

 

1 2 3 4  Topo