Monthly Archives: fevereiro 2013

Conheça as expressões populares do Marketing

Muitos acreditam que marketing é, simplesmente, publicidade. Mas, na verdade, essa ciência se preocupa com toda uma cadeia, que vai desde o produto gerado até a forma de ser lembrado pelo consumidor.

Cabe ao profissional de marketing saber identificar as necessidades de cada cliente e dar a devida importância, utilizando-se das ferramentas mais adequada para os diferentes tipos de necessidades, levando em consideração o ambiente onde a empresa está inserida, seus objetivos e metas, e, principalmente, a estratégia a ser adotada.

Não há mais o que discutir sobre a necessidade das Pequenas, Médias  e Grandes empresas promoverem  fortes ações de Marketing. E, com a evolução e a disseminação da internet, surgem inúmeros conceitos na área de marketing, qua acabam assustando empresas que ainda não possuem um Marketing efetivo.

O mercado, por sua vez, é dinâmico e está em constante evolução, o que leva à mudança de termos e desenvolvimento de novos conceitos. Em razão disso, algumas empresas deixam de adotar a prática do Marketing, por desconhecerem esses conceitos e não saberem ao certo o que buscar para melhorar a sua visibilidade no mercado.

Desta maneira, a Edm² irá desmistificar alguns termos que surgem nesse imenso universo do Marketing para ajudar você a encontrar os melhores métodos que irão garantir o sucesso de sua empresa:

BUZZ MARKETING: Esse conceito parte de um princípio antigo de que as pessoas, quando gostam de um produto ou serviço, normalmente disseminam o fato entre as pessoas de seu relacionamento. Esta ação é real, observável no mercado e casual. Por isso o “Buzz Marketing” surge com o desafio de sistematizar as ações que levam as pessoas a disseminarem um produto de modo a potencializar a comunicação e o conhecimento da marca a custo baixo.

MARKETING ONE–TO–ONE: Conceito que prega atendimento personalizado ao cliente. Ou seja, é preciso adequar a ferramenta de marketing ao conceito maior da empresa. O princípio do marketing está na capacidade de uma empresa criar e manter os clientes satisfeitos, portanto, é preciso verificar quais são as necessidades do consumidor e do mercado e apresentar produtos e soluções que atendam essas necessidades ou desejos.

MARKETING SHARE: Trata-se da mudança do posicionamento da empresa no mercado.

MARKETING 360°:  Visa tocar o consumidor em todos os pontos. O Marketing 360° cuida dos lançamentos com intervenção urbana, ações presenciais em cinema, utilização de mídias alternativas, como projeções em bares e restaurantes, por exemplo. Isso provoca o consumidor, que passa a desejar aquele produto.

MARKETING DE GUERRILHA:  Objetiva atrair a atenção do público sem a necessidade de custos com espaços publicitários, estimulando a customização.
TRENDING: Apropria-se de movimentos populares e materializa-se no Marketing da sua empresa ( como benefício próprio ).

MARKETING VIRAL: Disseminar conteúdo relevante “on” e “off line”.

PULL STRATEGY: Forte investimento na publicidade e na promoção, focadas no consumidor.

TRADE MARKETING: Otimizar a relação entre produtor e distribuidor, para que ambos retirem benefícios dessa parceria.

CORE BUSINESS: Quando a campanha é relativa ao próprio negócio.

B2E = BUSINESS-TO-EMPLOYEE: relação entre a empresa e o funcionário.

BUDGET: Porcentagem do faturamento da empresa destinada a ações de Marketing, vendas, novos negócios etc.

Para o empresário que deseja ingressar com ações de Marketing , é essencial conhecer as diversas ferramentas disponíveis hoje em dia,  conhecer minuciosamente o processo para definir o que pode ou não ser feito para obter o sucesso de sua empresa e se o que foi contratado foi realmente entregue.

 

As empresas mais procuradas nas redes sociais

Atualmente nenhuma empresa quer ficar de fora das redes sociais, pois sabem que, estar próximo do consumidor é mais do que abrir canais de venda perto de suas casas, vai além de jogar panfletos debaixo da porta e está longe de ligar tarde da noite oferecendo o seu serviço. O relacionamento com o consumidor atual está em diversas mídias. Por isso, criar uma Fan Page é uma das primeiras atitudes tomadas pelas marcas.

AS MAIS SEGUIDAS – E AS CAMPEÃS DE BATE-PAPO
TOP 10 DE AUDIÊNCIA NAS REDES SOCIAIS


1 – GUARANÁ ANTARCTICA
•    Mais de 10 milhões de fãs
•    Cerca de 130 mil seguidores
•    Cerca de 23 mil assinantes

CONQUISTOU 7.1 MILHÕES DE NOVOS FÃS EM 2012
2 – SKOL
•    Mais de 9 milhões de fãs
•    Cerca de 40 mil seguidores
•    Cerca de 22 mil assinantes

3 – BRAHMA
•    Mais de 10 milhões de fãs
•    Cerca de 40 mil seguidores
•    Cerca de 5 mil assinantes

4 – L’OREAL
•    Cerca de 6 milhões de fãs
•    Cerca de 26 mil seguidores
•    Cerca de 3 mil assinantes


5 – LACTA
•    Cerca de 5,5 milhões de fãs
•    Cerca de 14 mil seguidores
•    Cerca de 600 assinantes

 


6 – CLARO
•    Cerca de 2 milhões de fãs
•    Cerca de 3,5 milhões de seguidores
•    Cerca de 11 mil assinantes

7 – HOTEL URBANO
•    Cerca de 5,6 milhões de fãs
•    Cerca de 11 mil seguidores
•    Cerca de 300 assinantes

 

8 – DELL
•    Cerca de 4,7 milhões de fãs
•    Cerca de 45 mil seguidores
•    Cerca de 900 assinantes


9 – BIS
•    Mais de 4,3 milhões de fãs
•    Cerca de 1.400 seguidores
•    Cerca de 3.400 assinantes

10 – ITAÚ
•    Cerca de 3 milhões de fãs
•    Cerca de 35 mil seguidores
•    Cerca de 13 mil assinantes
TOP 10 DE ENGAJAMENTO NAS REDES SOCIAIS (Dez/2012)
1.    BRAHMA
2.    AREZZO
3.    NIKE AIR MAX
4.    ACTIVIA
5.    BMW
6.    MELISSA
7.    CHICLETS
8.    STELLA ARTOIS
9.    SAMSUNG
10.    JOHNSON’S Baby
Ranking representa a soma indexada da audiência (fãs no Facebook, seguidores no Twitter e assinantes no YouTube)

Dados atualizados em 5 de fevereiro de 2013
Engajamento soma a quantidade de reações (curtir, comentários, compartilhamentos, votos, mentions e RTs) dividido pela base de usuários da marca.

A Apple que se cuide, Google lança novo laptop

Depois do Google lançar o sistema Android e depois comprar a maior fabricante de celulares americana a Motorola, o Google ataca novamente a Apple com o lançamento do Chromebook.Chromebook

O primeiro laptop da marca Google, batizado de “Chromebook Pixel”, que custará entre US$ 1.299 e US$ 1.449 e deve chegar primeiro às lojas dos Estados Unidos e Reino Unido. O aparelho promete competir no mercado com a Apple, HP e Dell. Com aplicativos em nuvem, o Chromebook Pixel apresenta a maior densidade de pixels entre os seus concorrentes.
O Chromebook Pixel é equipado com o sistema operacional Chrome OS e processador Intel Core i5. Os dados do usuário serão armazenados numa unidade do tipo SSD, formada por chips de memória flash, com capacidade de um terabyte de dados na nuvem, pelo Google Drive por três anos.

Veja o vídeo sobre o Chromebook Pixel

Microsoft anuncia o fim do Hotmail

“A Microsoft anunciou que o período de testes do Outlook.com chegou ao fim. Com isso, acaba também o futuro do Hotmail, pois os clientes do serviço antigo de e-mail da companhia serão movidos para o novo formato.Fim do hotmail
Na metade do ano, quem tem conta no Hotmail passará por uma migração automática para a nova experiência, mas mantendo as informações antigas, incluindo senha, mensagens, pastas, contatos, regras, respostas automáticas etc.

O usuário ainda poderá escolher se fica com o endereço @hotmail.com, ao invés do @outlook.com. “Nunca faremos você mudar”, garante David Law, diretor de gerenciamento de produtos do Outlook.com.

Mas nada foi dito quando à duplicidade: quando a Microsoft lançou o Outlook.com, muita gente que tentou mudar para a nova plataforma se surpreendeu ao perceber que o endereço usado no Hotmail já havia sido tomado por outro internauta. Se todos resolverem ir de um serviço para o outro, não se sabe como isso será resolvido.
Mais de 60 milhões de pessoas entraram na fase beta, mandando sugestões sobre o que poderia ser melhorado no Outlook.com. Tudo foi analisado pela empresa e parte foi usada para melhorar o produto.”
Veja abaixo o vídeo “Outlook.com – Get going”

Fonte: Olhar Digital

Mídia impressa no mundo digital.

Midias impressas

Midias impressas

Hoje em dia o mercado de Marketing oferece as mais diversas opções e meios para uma empresa divulgar seus produtos e serviços. Prova disso é o crescimento do Marketing em ritmo acelerado, registrando recordes de investimento em todo o mundo. Por outro lado, as empresas não deixaram de anunciar em mídias impressas ou TV, que continuam levando a maior parte do investimento.

Sem perceber, uma infinidade de estímulos novos surgem a cada dia, gritando aos nossos olhos e disputando a nossa atenção. Poucas peças impressas dizem alguma coisa, poucas merecem e conquistam o nosso interesse, ainda mais com o meio digital oferecendo um alcance cada vez maior e cada vez mais veloz, com uma mensuração mais apurada dos resultados e possibilidades de interatividade.

Apesar de todas estas vantagens, nada substitui a riqueza dos materiais, texturas, cores vibrantes e definição de imagem dos materiais impressos. As pessoas também não ficam conectadas à internet o tempo todo ou em todos os lugares, enquanto um material impresso não tem essa limitação.

O ideal é que haja um equilíbrio entre as midias impressas e as digitais, levando em conta a experiência e riqueza da comunicação com seu cliente. Uma empresa que possui um site ou anúncios online, mas não tem um folder ou cartão de visita, não passa a mesma credibilidade.

O valor da marca no mercado

A diferença entre um tablet fabricado na China e o mesmo tablet igualzinho, só que com a marca Apple, é a marca da Apple.

 


A importância estratégica do valor da marca para uma empresa e os benefícios gerados de uma marca forte, tem feito com que grandes pesquisadores e estudiosos da área, venham desenvolver teorias e aplicações obtendo diferentes resultados, ou seja, gera um determinando valor patrimonial/financeiro da marca e um valor percebido pelos seus consumidores.

A marca não é só um logo estampado em um produto, mas um conjunto de valores e atributos tangíveis e intangíveis que essa marca carrega e aquele logo anuncia. A construção de uma marca é uma obra empresarial suada, que leva tempo, feita com disciplina e profissionalismo.
Os empreendedores atuais tem que saber trabalhar com suas marcas e oferecer o mínimo indispensável. Segundo a hierarquia de valores dos consumidores o bom atendimento, a entrega e a confiança, vem com a missão de construir marcas sólidas e valorizadas, ou até mesmo a consolidação de novos padrões de produtos e serviços, tudo agregado com diferenciais técnicos e de imagem extremamente discretos entre si. Esse fator é o que faz ou deve fazer com que as empresas busquem por um diferencial realmente percebido pelo seu público.

Em um mundo lotado de marcas e ferozmente competitivo, ninguém sobrevive ou constrói marca se não tiver uma diferença clara e se a organização não estiver alinhada, consciente e doutrinada a trabalhar para não esquecer nem deixar o consumidor esquecer aquela diferença.

 

Algumas marcas são exaustivamente copiadas pela indústria chinesa, e devido o valor construido a anos de suas marcas, não são abaladas por essa indústria de clones.

 

Veja abaixo algumas delas:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Empresas e seus riscos nas mídias

O Brasil é reconhecido como um dos países mais sociáveis do mundo e reflete isto sendo uma grande potência nas mídias sociais. As marcas nacionais, no entanto, não se igualam à média global na questão de como utilizar as plataformas da melhor maneira para atingir o consumidor online.
Ainda existe um receio das mídias sociais no Brasil. Aqui se criou um mito de que as redes só servem para fazer entretenimento e humor, o que restringe o público. Nas empresas globais elas são tratadas seriamente, como algo que agrega valor ao negócio e não apenas para ativar produtos.

No Brasil os assuntos abordados e postados nas mídias são específicos ao público que a empresa quer atingir, mostrando que os brasileiros estão atentos à realidade dos seus clientes, já que usamos muito as redes sociais. O ponto mais importante, no entanto, é se este conteúdo é relevante.
Mostraremos a seguir 9 passos para a sua marca se tornar social e ter sucesso na internet:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1° – A mensagem importa tanto quanto o meio
Foque em conteúdo específico e bem elaborado
2° – Coloque sua marca em movimento
Busque estar presente em todos os canais, mas sem perder o foco.
3° – Integre ou morra
As mídias sociais devem ser trabalhadas pela organização como um todo e não isoladas
4°- Coloque o social no centro
O ideal é ter  uma área especializada no trabalho com redes sociais.
5°- Ouça mais fale menos
Aprenda com o que é falado nas mídias e transforme isto em ação
6°- Engajamento precisa valer a pena
Medir a efetividade da estratégia é essencial
7°- Pense Global
No caso das redes sociais, as ações devem ser mais globais e menos locais.
8°- Conte com o de fora
Aposte em ajuda externa na gestão das  mídias sociais.
9° – Fique alerta: os riscos existem
Esteja preparado para críticas e questões como privacidade

 

Fonte: MundodoMarketing

Processo criativo em diferentes áreas

Processo criativo
Especialistas afirmam que criatividade não é uma competência destinada apenas a um grupo seleto de pessoas que atuam em cargos muito especiais. Ao contrário disso, ela virou item de extrema necessidade para quem quer crescer na carreira em qualquer setor. Mas ainda muitas ideias equivocadas rondam o tema.

 

Veja os estágios que a produção de Design leva na Edm² para desenvolver o processo criativo de seus serviços :

 

Percepção do problema. É o primeiro passo no processo criativo e envolve o “sentir” do problema ou desafio.

Teorização do problema. Depois da observação do problema, o próximo passo é convertê-lo em um modelo teórico ou mental.

Considerar/ver a solução. Este passo caracteriza-se geralmente pelo súbito insight da solução; é o impacto do tipo “eureka!”. Muitos destes momentos surgem após o estudo exaustivo do problema.

Produzir a solução. A última fase é converter a idéia mental em idéia prática. É considerada a parte mais difícil, no estilo “1% de inspiração e 99% de transpiração”.

Produzir a solução em equipe. Fase comum que ocorre nas empresas e organizações quando precisam, tanto diagnosticar ou superar um problema quanto otimizar ou inovar produtos, serviços e processos. Ancoram-se, para tal dinâmica, no conhecido sistema do brainstorming.

 

Alguns mitos giram em torno do conceito de criatividade que muita gente segue e não deveria seguir, como:

 

Para ser criativo é preciso ser genial

Não é preciso ser um gênio para ter boas soluções. “Da mesma forma que você não precisa ser um Nadal para jogar tênis, é preciso ser criativo independente de ser o autor da ideia que vai mudar o mundo”.

A criatividade é a capacidade de utilizar suas faculdades mentais para solucionar um problema e não um dos sinônimos para inteligência.
A criatividade sempre quebra paradigmas

Como consequência, nem sempre, a criatividade se materializa em ideias revolucionárias. Elas são fruto de quebrar muito a cabeça e, em algum ponto, o produto é gerado de uma porção de  varias outras sugestões analisadas. “Pensar em 100 ideias, para depois jogar 99 fora é o preço que se paga para ter uma ideia boa”, afirma Schlochauer. Em outras palavras, as melhores soluções não vêm do nada.

 

Criatividade e inovação é a mesma coisa

O erro nesta fase é investir tempo e dinheiro em apenas uma das etapas, sem conciliar as duas. “Tem gente que só gera ideia e não implementa nada. Tem gente que começa a implementar sem criar”.

 

A criatividade está restrita a algumas áreas

Engana-se quem pensa que uma mente criativa é exigência apenas para quem trabalha com artes, publicidade ou em laboratórios de inovação. Todos os dias, em todos os setores, profissionais precisam colocar a cabeça para funcionar para solucionar problemas.

 

Não há limites (ou parâmetros) para a criatividade

Ao contrário do que muita gente aposta, negligenciar esta realidade só atrapalha o processo criativo. Se você estiver tão livre, tão leve e tão solto fica mais difícil criar. As demandas do cliente ou os limites servem de parâmetro para a ideia. O liberou geral está mais na linha do devaneio do que da criatividade em si.

 

A criatividade não acontece se há pressão

Nem sempre as melhores ideias pintam na hora que você está mais relaxado. Na verdade, segundo Gisela, a pressão pode ser um bom estímulo para que as ideias tomem corpo. Pressão é diferente de opressão, que é quando uma voz interna diz, por exemplo, que você não vai conseguir.

Uma das técnicas utilizadas pela Edm² é a técnica de Brainstorm, ela serve como um estimulador a gerador de ótimas ideias.

O Brainstorm (literalmente: tempestade cerebral ) ou tempestade de ideias, mais que uma técnica de dinâmica de grupo, é uma atividade desenvolvida para explorar a potencialidade criativa de um indivíduo ou de um grupo.

Dentre os diversos métodos utilizados nesta técnica, o brainstorming propõe que um grupo de pessoas ou até mesmo o individuo sozinho, utilize colagens, busca de imagens  diferenças em seus pensamentos ( quando for um grupo ) e ideias para que possam chegar a um denominador comum eficaz e com qualidade, gerando assim ideias inovadoras que levem o projeto adiante.

 

Há 3 principais partes no brainstorming:
•    Encontrar os fatos,
•    Geração da ideia,
•    Encontrar a solução.

Da busca dos fatos na resolução de um problema existem duas sub partes:
•    Definição do problema,
•    Preparação.

Inicialmente, define-se o problema. Poderá ser necessário subdividir o problema em várias partes. A técnica de Brainstorming funciona para problemas que têm muitas soluções possíveis tal como a geração de ideias para campanhas publicitárias ou Branding.

Fonte: Exame.com

Transforme suas apresentações

Como aconselhar criadores de projetos a otimizar suas campanhas para o sucesso?

Percebe-se que nessa Era, tão tecnologica, quando o assunto é campanhas de sucesso e criação de projetos, discussões como recursos visuais sempre vem à tona.

No que pode ser chamado inegavelmente de Era Digital, os elementos visuais são agora mais essenciais do que nunca, para apresentações de qualquer tipo de midia, sejam eles um projeto de escola de segundo grau, uma reunião de toda a empresa, ou uma campanha de crowdfunding.

Você já fez uma apresentação e observou como os olhos de todos, se direcionaram lentamente na parte de tras de sua cabeça?

Se sua resposta é sim, isso pode ser um sinal que você precisa entrar se atualizar e perceber que a comunicação visual valem mais do que mil palavras.

Nesta época de smartphones, luzes piscando, telas de LED, e a sobrecarga de propaganda, é fácil as distrações das atenções . Saber como criar um equilibrio e prover a atenção atraves do visual se torna uma habilidade necessária.

 Topo