estrategia de marketing

Conheça as expressões populares do Marketing

Muitos acreditam que marketing é, simplesmente, publicidade. Mas, na verdade, essa ciência se preocupa com toda uma cadeia, que vai desde o produto gerado até a forma de ser lembrado pelo consumidor.

Cabe ao profissional de marketing saber identificar as necessidades de cada cliente e dar a devida importância, utilizando-se das ferramentas mais adequada para os diferentes tipos de necessidades, levando em consideração o ambiente onde a empresa está inserida, seus objetivos e metas, e, principalmente, a estratégia a ser adotada.

Não há mais o que discutir sobre a necessidade das Pequenas, Médias  e Grandes empresas promoverem  fortes ações de Marketing. E, com a evolução e a disseminação da internet, surgem inúmeros conceitos na área de marketing, qua acabam assustando empresas que ainda não possuem um Marketing efetivo.

O mercado, por sua vez, é dinâmico e está em constante evolução, o que leva à mudança de termos e desenvolvimento de novos conceitos. Em razão disso, algumas empresas deixam de adotar a prática do Marketing, por desconhecerem esses conceitos e não saberem ao certo o que buscar para melhorar a sua visibilidade no mercado.

Desta maneira, a Edm² irá desmistificar alguns termos que surgem nesse imenso universo do Marketing para ajudar você a encontrar os melhores métodos que irão garantir o sucesso de sua empresa:

BUZZ MARKETING: Esse conceito parte de um princípio antigo de que as pessoas, quando gostam de um produto ou serviço, normalmente disseminam o fato entre as pessoas de seu relacionamento. Esta ação é real, observável no mercado e casual. Por isso o “Buzz Marketing” surge com o desafio de sistematizar as ações que levam as pessoas a disseminarem um produto de modo a potencializar a comunicação e o conhecimento da marca a custo baixo.

MARKETING ONE–TO–ONE: Conceito que prega atendimento personalizado ao cliente. Ou seja, é preciso adequar a ferramenta de marketing ao conceito maior da empresa. O princípio do marketing está na capacidade de uma empresa criar e manter os clientes satisfeitos, portanto, é preciso verificar quais são as necessidades do consumidor e do mercado e apresentar produtos e soluções que atendam essas necessidades ou desejos.

MARKETING SHARE: Trata-se da mudança do posicionamento da empresa no mercado.

MARKETING 360°: Visa tocar o consumidor em todos os pontos. O Marketing 360° cuida dos lançamentos com intervenção urbana, ações presenciais em cinema, utilização de mídias alternativas, como projeções em bares e restaurantes, por exemplo. Isso provoca o consumidor, que passa a desejar aquele produto.

MARKETING DE GUERRILHA: Objetiva atrair a atenção do público sem a necessidade de custos com espaços publicitários, estimulando a customização.
TRENDING: Apropria-se de movimentos populares e materializa-se no Marketing da sua empresa ( como benefício próprio ).

MARKETING VIRAL: Disseminar conteúdo relevante “on” e “off line”.

PULL STRATEGY: Forte investimento na publicidade e na promoção, focadas no consumidor.

TRADE MARKETING: Otimizar a relação entre produtor e distribuidor, para que ambos retirem benefícios dessa parceria.

CORE BUSINESS: Quando a campanha é relativa ao próprio negócio.

B2E = BUSINESS-TO-EMPLOYEE: relação entre a empresa e o funcionário.

BUDGET: Porcentagem do faturamento da empresa destinada a ações de Marketing, vendas, novos negócios etc.

Para o empresário que deseja ingressar com ações de Marketing , é essencial conhecer as diversas ferramentas disponíveis hoje em dia,  conhecer minuciosamente o processo para definir o que pode ou não ser feito para obter o sucesso de sua empresa e se o que foi contratado foi realmente entregue.

 

Mídia impressa no mundo digital.

Midias impressas

Midias impressas

Hoje em dia o mercado de Marketing oferece as mais diversas opções e meios para uma empresa divulgar seus produtos e serviços. Prova disso é o crescimento do Marketing em ritmo acelerado, registrando recordes de investimento em todo o mundo. Por outro lado, as empresas não deixaram de anunciar em mídias impressas ou TV, que continuam levando a maior parte do investimento.

Sem perceber, uma infinidade de estímulos novos surgem a cada dia, gritando aos nossos olhos e disputando a nossa atenção. Poucas peças impressas dizem alguma coisa, poucas merecem e conquistam o nosso interesse, ainda mais com o meio digital oferecendo um alcance cada vez maior e cada vez mais veloz, com uma mensuração mais apurada dos resultados e possibilidades de interatividade.

Apesar de todas estas vantagens, nada substitui a riqueza dos materiais, texturas, cores vibrantes e definição de imagem dos materiais impressos. As pessoas também não ficam conectadas à internet o tempo todo ou em todos os lugares, enquanto um material impresso não tem essa limitação.

O ideal é que haja um equilíbrio entre as midias impressas e as digitais, levando em conta a experiência e riqueza da comunicação com seu cliente. Uma empresa que possui um site ou anúncios online, mas não tem um folder ou cartão de visita, não passa a mesma credibilidade.

Use o marketing contra a crise

Marketing não serve apenas para desenvolver produtos, divulgá-los e entregá-
los ao público alvo.

Uma das funções é responder ao mercado sobre dúvidas
ou falhas de um produto ou serviço, antes que as mesmas deteriorem a marca
e a reputação da empresa.

Este trabalho tem a ver com relações públicas, e
com a política de atendimento e pós-venda da organização.

Neste ponto, percebemos que a maioria das pequenas empresas não se
prepara para uma situação de crise. Quando um produto dá defeito, ou gera
algum acidente, ou quando a empresa falha em alguma etapa do seu processo
de marketing (desenvolvimento, produção, venda, entrega e atendimento,
por exemplo), ela não possui estratégias e planos de ação para minimizar os
acontecimentos.

Veja abaixo três dicas para lidar com uma crise na sua empresa:

1. Esteja presente
A empresa precisa estar presente nos canais de comunicação que seu público
alvo também está. Ou seja, não importa agora ficar pensando se vale ou não
a pena participar de alguma rede social, ou algum espaço de interação com o

mercado no qual seu consumidor está presente: a empresa precisa participar,
tem que estar junto, ouvindo e respondendo o seu público.

2. Planeje estratégias
Se um cliente reclama sobre seu produto, e você não diz nada a respeito, está
contribuindo para que aquela informação se torne verdadeira, e se espalhe
pelo mercado. A resposta da empresa, portanto, tem que ser rápida e muito
bem explicativa, permitindo que todos os demais clientes e/ou potenciais
consumidores entendam o fato, percebam que a empresa está atenta, e
saibam que a solução já está sendo trabalhada.

Uma reação rápida e eficaz da empresa perante uma situação de crise ajuda
na construção de uma imagem de respeito e credibilidade.

3. Assuma o erro
Mesmo que a situação demonstre uma falha de produto ou de algum aspecto
de gestão, a empresa não deve esconder isso do cliente. Deve assumir o erro,
já mostrar como está trabalhando para consertá-lo no presente e evitar que
o mesmo ocorra no futuro. Esse deve ser o trabalho da empresa: assumir,
reparar e melhorar para o futuro.

Quando o cliente percebe que a empresa é como o ser humano, que pode
errar, mas está disposta a ouvir, rever o erro e melhorar, ele também se
envolve com este processo, ajudando a empresa. Ao invés de um cliente
insatisfeito e talvez um ex-cliente, ele se torna um parceiro, ajudando na
melhoria do produto e construção da marca.

Fonte: Exame.com

O desafio de uma estratégia de marketing

Ter uma estratégia de marketing utilizando as palavras como, quando, onde e por que é muito importante para o sucesso de uma campanha de marketing. Uma boa definição para a palavra “Campanha de marketing” são ações, atividades ou processos criados pelas empresas para incentivar o uso de seus produtos ou serviços. Cada campanha tem um objetivo final algumas empresas procuram aumentar vendas, melhorar a exposição de sua marca outras utilizam da propaganda para promover seus produtos e serviços e etc.

Mas para alcançar seu objetivo final a sua campanha deverá possuir uma estratégia para evitar problemas e aumentar as suas chances de sucesso. Veja abaixo alguns tópicos importantes para se considerar ao montar uma estratégia:

1. Saiba onde você está e quem é seu mercado: Entenda qual é seu posicionamento no mercado.

2. Estabeleça metas desafiadoras porém alcançaveis: Metas é tudo aquilo que é mensurável, evite metas que beiram a impossibilidade.

3. Fale com seu cliente: Promova a troca de informações e saiba como e quando eles querem te ouvir.

Leia mais sobre estratégia em nosso site: http://edm2.com.br/campanha/

 

1 2 3 4 Topo