novo mercado

Você comete esses 4 erros na sua empresa

Muitas vezes nos acomodamos com algumas atitudes e acabamos deixando de lado atitudes importantes no dia a dia das empresas. Descubra se você comete esses erros e entenda maneiras de melhorar.

Não perguntar ou chamar seu cliente pelo nome

Muitas pessoas não sabem, mas tratando o outro pelo nome você demonstra que conhece a pessoa e gera um sentido de importância para ela.

O Som do nosso nome é uma espécie de gatilho mental, que faz vibrar nossa energia corporal fazendo com que nosso cérebro entre em ação e comece a participar de uma conversa.

Um estudo realizado na Universidade do Texas, Estados Unidos, comprovou que o nome de uma pessoa é o som mais agradável para ela. Por exemplo: Você está em uma praça de alimentação em um shopping, sábado à tarde e de repente ouve seu nome, o que você faz? Imediatamente olha para trás e procura quem o chamou, não é mesmo? Imagine agora o impacto de mencionar o nome do seu cliente, durante seu atendimento?

Deixar de investir em treinamentos

 Quando se lida com clientes por telefone ou presencialmente é preciso que toda a equipe esteja alinhada e com um pensamento de trabalho em equipe. Muitas Micro, Pequenas, Médias e Grandes empresas, perdem fortunas diariamente por não treinar, motivar e capacitar seus profissionais. Você pode não acreditar, mas seu cliente sente essa diferença quando está em uma negociação e percebendo isso, eles se propõem a investir um pouco mais, só por ter tido prazer de ser muito bem atendido.

Valorizar o pagamento mais que o atendimento

Um erro rotineiro é achar que, só porque o cliente paga em dia, e o serviço é prestado como prometido não há necessidade para preocupações. Na verdade, garantir um atendimento personalizado e sempre buscar solucionar os problemas que surgem frequentemente ajuda a estreitar a relação de empresa x cliente. É necessário focar em deixar seu cliente sempre satisfeito e não simplesmente focar em quando será o próximo pagamento.

Não agradecer a um cliente por dar feedback

Quantos clientes pensam que seu produto falha em algum aspecto e não dizem nada a respeito? Assim como a reclamação, o feedback é o melhor presente que um cliente pode nos dar (além de seu dinheiro!) Faça um grande pós-venda e mostre preocupação com o grau de satisfação do seu cliente depois do processo de compra.

“Seus clientes mais insatisfeitos são sua melhor fonte de aprendizado. ”

– Bill Gates

Dicas para uma campanha de E-mail Marketing de sucesso

Algumas empresas ainda utilizam muito mal suas campanhas de e-mail marketing, como mostramos anteriormente no blog, muitos ainda praticam “spam”, ao invés de gerar resultados eficientes. Empresas de e-commerce, principalmente, são as que mais se beneficiam dessa ferramenta. Algumas dicas fundamentais devem ser seguidas para obter sucesso em suas campanhas de e-mail marketing.

Procure realizar campanhas com propósito, estabeleça objetivos, e sempre mantenha o foco, assim você não confunde o seu consumidor. Deixe sempre claro qual o motivo do seu e-mail marketing, seja ele uma divulgação de produto, apresentar uma promoção.

Outro ponto importante é aprender a realidade do seu consumidor, pois a partir do momento em que seu cliente recebe um e-mail seu, inicia-se um canal de comunicação entre você e ele, e uma atenção a mais faz toda a diferença. Essas informações são adquiridas por meio dos dados de análise que são feitos com as ferramentas de e-mail marketing. Esse tipo de ação ajuda você a obter mais sucesso no contato com o cliente.

Analisar! Sempre analise os dados da sua campanha, procure saber o que tem sido feito de errado, onde você obtém mais sucesso, e onde não há resultado nenhum. Observe o comportamento do seu público, e tente sempre estar de acordo com suas necessidades.

Os shoppings center estão morrendo?

Um fotografo americano publicou recentemente um livro que retrata a decadência dos shoppings centers nos EUA. O livro apresenta diversas fotos de locais que hoje estão abandonados.

Seguindo a maré contrária, cada vez mais shoppings têm sido inaugurados no Brasil. Existem, hoje, aproximadamente 500 shoppings no país, e pelo menos mais 30 são esperados até o final do ano.

Em pesquisa realizada recentemente pelo Ibope mostra que 36 dos estabelecimentos inaugurados ano passado estavam com quase metade das lojas fechadas no momento da abertura. E em 21 dos inaugurados entre setembro e dezembro de 2013, a taxa média de ocupação era de 38%.

O mais provável é que isso seja fruto do crescimento do e-commerce. As lojas atuais tem procurado atingir o público na plataforma online. Já o consumidor vê a praticidade da compra pela internet, onde, diferente dos shoppings, não há transito para chegar, não há fila de estacionamento.

E você, o que acha? Os e-commerce estão “matando” os shoppings centers?

O que é e-Marketing

e-marketingMarketing de Internet, também denominado e-marketing, i-marketing, web marketing ou marketing online, é o marketing de produtos ou serviços na Internet.

A publicidade online começou em 1994, quando a HotWired vendeu os primeiros banners de vários anunciantes, sendo dela a criação do termo “banner”, muito utilizado na WEB até os dias atuais. Também foi a HotWired a primeira a utilizar o sistema de remuneração por cliques.

A partir de 2009, as empresas começaram a mover seus esforços de publicidade online, fazendo amplo uso de mídias sociais. Os meios de comunicação social inclui redes sociais como Facebook , Twitter, de notícias sociais ferramentas como o Reddi, fotos sociais, compartilhamento de vídeo como o YouTube, etc. Uma das vantagens da publicidade de mídia social é a adequada segmentação de mercado através do uso de informações demográficas dos usuários. Exemplos de publicidade on-line incluem anúncios contextuais em páginas de resultados do motor de busca, banners, blogs, anúncios intersticiais, anúncios de mídia, virais, propagandas na rede social, anúncios dinâmicos multi-plataforma e e-mail marketing. Muitos destes tipos de anúncios são entregues por um servidor de anúncios .

Um dos principais benefícios da publicidade online é a publicação imediata de informações e conteúdos que não estão limitados pela geografia ou tempo. Outra vantagem é a eficiência do investimento do anunciante. O e-marketing é barato quando se examina a relação de custo ao alcance do público-alvo, e as empresas podem atingir um grande público rapidamente. A natureza do meio permite que os consumidores pesquisem para comprar produtos e serviços convenientemente, com maior transparência. E os comerciantes tem a vantagem de obter estatísticas de medição de forma fácil e barata, pois quase todos os aspectos de uma campanha de e-marketing pode ser monitorada, medida e testada imediatamente através das ações dos usuários como clicar em um anúncio, curtir, comentar, compartilhar, visitar um site, etc.

As empresas podem construir sua imagem e prestígio, ganhar notoriedade e reconhecimento da marca, prospectar e desenvolver novos mercados, vender seus produtos ou serviços, melhorar o serviço de atendimento aos clientes em tempo real e em qualquer lugar, reduzir custos, estudar e testar novos produtos no mercado, adequar a oferta de acordo com as preferências e necessidades dos consumidores e reduzir o tempo das transações.

A publicidade na internet é dinâmica, em constante transformação. Novas ideias e tecnologias surgem o tempo todo e acompanham, paralelamente, o crescimento progressivo de pessoas conectadas à WEB.

A Edm2 criou um pacote completo com uma serie de serviços para a sua empresa entrar com força total na Internet com segurança, eficiência e custo benefício.

Veja mais detalhes:
http://www.edm2.com.br/servicos/e-marketing

Anúncio da Nivea Sun carrega bateria de celular

recarregar bateriaA fim de promover a linha de protetores Sun, a Nívea inovou suas ações publicitárias. Por meio de uma placa solar tão fina quanto papel e uma entrada USB para conectar o celular, o leitor da revista poderá carregar a bateria utilizando a energia solar. O anúncio sugere que as pessoas aproveitem a praia ao máximo e, caso o celular descarregue, o material acoplado à revista pode ser usado enquanto o usuário curte o sol.

A criação, feita pela agência Giovanni+Draftfcb, demorou seis meses para o desenvolvimento da tecnologia e mais dois meses para imprimir a arte e foi veiculado para um mailing selecionado na Veja Rio.

“A linha Nívea Sun, além de proteger a pele do sol, faz ações como essa para que as pessoas aproveitem ainda mais os dias ensolarados”, afirma Nívea Brasil.

A Reputação nas Redes Sociais

“Uma boa reputação aumenta o valor de tudo o que a organização faz e diz. A má reputação desvaloriza seus produtos e serviços e age como um ímã que atrai ainda mais desmoralização” (Dowling, G.)

A forma como uma empresa opera, opina e interfere, com atitudes e posturas que denotem responsabilidade, transparência, sustentabilidade, cidadania, entre outras, vai formando sua reputação ao longo dos anos, e que nem sempre relacionada diretamente aos seus produtos ou serviços, mas a maneira como ela atua na sociedade.

Com a proximidade de seu público através das redes sociais, as exigências tornam-se ainda mais intensas e diretas, e em rítmo bastante acelerado. Entretanto, muitas empresas ainda cometem alguns erros básicos, como, por exemplo, não responder a dúvidas ou reclamações, preferindo manter o silêncio, o que pode causar repercussão negativa, ameaçar sua reputação e afetar os relacionamentos com clientes e investidores.

A reputação corporativa é contruída aos poucos, no dia a dia, através das diversas imagens que a empresa transmite ao longo do tempo. Fundamental, uma boa reputação gerará apoio e respeito de seu público, “segurará a barra” se algo negativo surgir, como também proporcionará vantagem competitiva com relação aos concorrentes.

A gestão da reputação na nova “Economia da Reputação” precisa ser uma prioridade muito bem planejada e administrada pelas empresas e vai muito além de parecer bonito. Pense nisso.

A propagação de uma mensagem nas redes sociais supera as outras mídias, tanto impressa, como televisiva, entre outras. A amplitude e diversificação do público presente nas redes sociais permitem grandes audiências para sua empresa. Por isso, você deve estar preparado para utilizar as redes sociais ao seu favor. Veja como em: http://www.edm2.com.br/servicos/social-media

O SAC das redes sociais

 

Edm2 Com o crescimento de empresas e pessoas ativas nas redes sociais, as comunicações diretas entre fornecedores de produtos e serviços e o público vem crescendo a cada dia.

O consumidor  atualmente tem utilizado com muito mais frequência as redes sociais para interagir com as empresas por considerar esse meio mais eficiente e rápido, seja para elogiar, reclamar ou até mesmo dar sugestões.  Ao mesmo tempo,  esse mesmo consumidor espera receber  atenção e ser atendido na mesma velocidade.

Pesquisas recentes indicam que a maioria dos usuários das redes sociais desejam respostas algumas horas após sua mensagem ou, no máximo, no mesmo dia, principalmente se forem motivadas por alguma reclamação.

Uma boa interação e qualidade no atendimento é essencial, pois a imagem da empresa pode ficar seriamente afetada, colocar em risco resultados esperados de uma estratégia de marketing ou do lançamento de novos produtos ou serviços, pois para um cliente a opinião dos demais consumidores é levada muito em conta.

Uma boa alternativa para agilizar o atendimento é padronizar as informações, mas além de diminuir o tempo de resposta ao seu público, é fundamental apresentar soluções que satisfaçam seus clientes.

Serviços ao público Emergente

A ideia de que os produtos e serviços voltados para o público emergente não merecem investimento em qualidade é um dos maiores erros ainda vistos por aí. O raciocínio que dá origem a este engano é o seguinte: “eles gastam pouco, então não vale a pena investir tanto”. E eles são exigentes. Até mais exigentes que os das classes mais abastadas. Eles não podem comprar errado, porque não têm dinheiro de sobra para consertar a compra. Eles escolhem bem, por isso se o vendedor vendeu gato por lebre, ou o prestador de serviço não cumpriu com o prometido, eles reclamam.E eles sabem que os seus amigos e parentes estão na mesma situação, então eles espalham a notícia. Pode ter a ver com o fato de que a compra para o emergente é um fator de inclusão, aumenta a sensação de pertencimento a um grupo, enquanto que no topo da pirâmide o que motiva a compra é a vontade de se destacar pela exclusividade.

Desta forma é importante saber:

• Ofereça bons produtos e serviços para que os consumidores, voluntariamente e por satisfação, queiram compartilhar uma experiência positiva com seus amigos e parentes.
• Em segundo lugar, o advertising pode se aproveitar de ofertas especiais que representam boas oportunidades de compras, como liquidações de queima de estoque, com data marcada ou quantidades limitadas.

Fonte: meio&mensagem, acessado em 06 de Novembro de 2012 – 01:29 AM
Veja a reportagem completa

 Topo