midias sociais

PME’s e o Marketing Digital

digital

“Uma pequena empresa pode ser grande no ambiente virtual”. É isso o que afirma o professor de mídias sociais, Marcos Paulo Perfeito.

A melhor forma de se fazer isso é investindo no marketing digital, uma forma eficaz e relativamente mais barata para atrair clientes.

Onde deve ser investido?

O primeiro passo é possuir um bom site para sua empresa, que seja objetivo, e pensado para o seu potencial público-alvo – leia aqui nossos artigos sobre design responsivo e a importância dos sites – dessa forma, sua empresa já terá uma exposição grande, afinal a internet, nos dias de hoje, é para praticamente todos.

Outro ponto importante é a presença nas redes sociais, que ajudam a fortalecer não só a marca, mas também o relacionamento com os clientes. Estar nesse ambiente auxilia a entender as necessidades e desejos do consumidor, podendo assim prestar um serviço de maior qualidade. Além disso, as redes sociais são uma forma de divulgação sem custo, pois só se paga caso sejam feitos anúncios dentro delas, o que é interessante, pois permite que você atinja um público segmentado dentro de uma rede com milhares de pessoas.

O Google Adwords é outra ferramenta muito usada por pequenas empresas. Ela possibilita que a estratégia seja feita de acordo com o orçamento disponível, e pode trazer resultados em um curto espaço de tempo.

Uma das ferramentas mais usadas, o e-mail marketing é uma alternativa para prospecção e manutenção de clientes. Porém é necessário que ele seja usado com sabedoria, e também que sua empresa possua um bom mailling. Um e-mail marketing bem elaborado só ajudará ainda mais a sua empresa.

Para que essas dicas funcionem, é preciso uma estratégia bem elaborada, e que a mesma esteja de acordo com o perfil da sua empresa.

Otimização para motores de busca (SEO – Search Engine Optimization)

OtimizaçãoOtimização para motores  de busca (SEO – Search Engine Optimization) é o conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados nos sites de busca.

A Otimização para Sistemas de Busca normalmente é oferecida como um serviço profissional autônomo, ou como parte de um projeto de Webmarketing e pode ser muito eficaz quando incorporado no início do desenvolvimento do projeto de um website.

Os principais motores de busca disponibilizam guias e informações para ajudar o webmaster com a indexação e otimização do seu site. A Google, por exemplo, tem o “Ferramentas do Google para webmasters”, que ajuda a descobrir se existe algum problema de indexação do site do webmaster dentro da máquina de busca e ainda disponibiliza inúmeros dados sobre o tráfego no Google para o seu site. Estes sites de busca também permitem a criação de “adWords”, que são anúncios de um site ou negócio na internet, que aparecem no resultado da busca de alguém que procura qualquer coisa relacionada com aquele produto ou serviço.

Para classificar os sites, os mecanismos de busca levam em consideração alguns aspectos, como o tempo de registro do domínio, frequência e originalidade do conteúdo, características da página, termos relevantes utilizados no conteúdo, fontes de pesquisa, uso adequado do arquivo robots.txt, velocidade de carregamento do site, entre outros. Em termos de competição, um termo de busca “palavra-chave” com grande volume de resultados dificulta o posicionamento através programação para busca orgânica, podendo ser necessária uma ação de anúncios pagos ou links patrocinados.

Nem sempre os sites bem posicionados são os melhores do seu segmento de negócio, mas alcançaram o topo nos resultados de busca por terem feito um bom trabalho de otimização. Uma forma que muitas empresas estão usando para fazer a divulgação e marketing na Internet.

Com o serviço da Edm2 você pode melhorar sua exposição nos sites de busca de forma progressiva e eficaz.
Confira em: http://www.edm2.com.br/servicos/otimizacao-buscas

 

A Reputação nas Redes Sociais

“Uma boa reputação aumenta o valor de tudo o que a organização faz e diz. A má reputação desvaloriza seus produtos e serviços e age como um ímã que atrai ainda mais desmoralização” (Dowling, G.)

A forma como uma empresa opera, opina e interfere, com atitudes e posturas que denotem responsabilidade, transparência, sustentabilidade, cidadania, entre outras, vai formando sua reputação ao longo dos anos, e que nem sempre relacionada diretamente aos seus produtos ou serviços, mas a maneira como ela atua na sociedade.

Com a proximidade de seu público através das redes sociais, as exigências tornam-se ainda mais intensas e diretas, e em rítmo bastante acelerado. Entretanto, muitas empresas ainda cometem alguns erros básicos, como, por exemplo, não responder a dúvidas ou reclamações, preferindo manter o silêncio, o que pode causar repercussão negativa, ameaçar sua reputação e afetar os relacionamentos com clientes e investidores.

A reputação corporativa é contruída aos poucos, no dia a dia, através das diversas imagens que a empresa transmite ao longo do tempo. Fundamental, uma boa reputação gerará apoio e respeito de seu público, “segurará a barra” se algo negativo surgir, como também proporcionará vantagem competitiva com relação aos concorrentes.

A gestão da reputação na nova “Economia da Reputação” precisa ser uma prioridade muito bem planejada e administrada pelas empresas e vai muito além de parecer bonito. Pense nisso.

A propagação de uma mensagem nas redes sociais supera as outras mídias, tanto impressa, como televisiva, entre outras. A amplitude e diversificação do público presente nas redes sociais permitem grandes audiências para sua empresa. Por isso, você deve estar preparado para utilizar as redes sociais ao seu favor. Veja como em: http://www.edm2.com.br/servicos/social-media

Empresas e seus riscos nas mídias

O Brasil é reconhecido como um dos países mais sociáveis do mundo e reflete isto sendo uma grande potência nas mídias sociais. As marcas nacionais, no entanto, não se igualam à média global na questão de como utilizar as plataformas da melhor maneira para atingir o consumidor online.
Ainda existe um receio das mídias sociais no Brasil. Aqui se criou um mito de que as redes só servem para fazer entretenimento e humor, o que restringe o público. Nas empresas globais elas são tratadas seriamente, como algo que agrega valor ao negócio e não apenas para ativar produtos.

No Brasil os assuntos abordados e postados nas mídias são específicos ao público que a empresa quer atingir, mostrando que os brasileiros estão atentos à realidade dos seus clientes, já que usamos muito as redes sociais. O ponto mais importante, no entanto, é se este conteúdo é relevante.
Mostraremos a seguir 9 passos para a sua marca se tornar social e ter sucesso na internet:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1° – A mensagem importa tanto quanto o meio
Foque em conteúdo específico e bem elaborado
2° – Coloque sua marca em movimento
Busque estar presente em todos os canais, mas sem perder o foco.
3° – Integre ou morra
As mídias sociais devem ser trabalhadas pela organização como um todo e não isoladas
4°- Coloque o social no centro
O ideal é ter  uma área especializada no trabalho com redes sociais.
5°- Ouça mais fale menos
Aprenda com o que é falado nas mídias e transforme isto em ação
6°- Engajamento precisa valer a pena
Medir a efetividade da estratégia é essencial
7°- Pense Global
No caso das redes sociais, as ações devem ser mais globais e menos locais.
8°- Conte com o de fora
Aposte em ajuda externa na gestão das  mídias sociais.
9° – Fique alerta: os riscos existem
Esteja preparado para críticas e questões como privacidade

 

Fonte: MundodoMarketing
 Topo