marketing PME

Marketing de Conteúdo em Pequenas Empresas

Ser uma pequena empresa é complicado. Muitas vezes não há orçamento para investimento, e, por isso, acaba sendo mais difícil fazer com que a empresa cresça. Mas se sua empresa está disposta a crescer, é necessário que haja um investimento na sua marca e na divulgação dos seus produtos/serviços.

Estar no ambiente online é essencial para qualquer empresa, independente do tamanho dela. É nas redes sociais onde as pessoas discutem a marca, criticam e elogiam e interagem. Se você não está nas principais redes, já passou da hora de começar a participar. Em redes como o Facebook você poderá interagir com seus consumidores, e obter um maior alcance da sua marca.

Por isso o marketing de conteúdo se tornou um grande aliado, assim, mesmo com pouco investimento, você pode se aproximar de seus clientes abordando assuntos atuais e interessantes referentes ao seu segmento.

Para te ajudar separamos uma pequena lista de ações que podem te ajudar:

Defina um Objetivo

Quando começar a planejar o seu marketing de conteúdo, tenha em mente o motivo de realiza-lo. Para quê? Escolha um e foque-se nele, a chance de sucesso é muito maior.

Entenda seu Cliente

Ouça o que ele tem a dizer, e saiba mais sobre as necessidades dele. Produza conteúdo que seja de interesse do seu público. Procure realizar ações relacionadas ao conteúdo, como links patrocinados, e até mesmo e-mail marketing, convidando seu público a discutir sobre o assunto. Interaja com ele, torne a experiência da leitura algo que vale a pena.

Tenha um Cronograma

Procure sempre respeitar um cronograma de postagens, tenha dias e horários específicos. Encontre conteúdos que te ajudam a interagir melhor com seu público.

Analise

As redes sociais oferecem diversos meios para entender em que momento é mais interessante que o conteúdo seja postado. Analisando esses dados, você consegue atingir melhores resultados.

Isso é apenas o começo para que sua empresa construa um marketing de conteúdo de sucesso.

Conquistando clientes pelo E-mail Marketing

O e-mail marketing tornou-se uma ferramenta vital para as pequenas empresas que queiram utilizar emails como forma de serem sempre lembradas. A princípio, os pontos positivos são óbvios: é rápido e barato. Mas isso não é tudo. O e-mail marketing oferece oportunidades sofisticadas como por exemplo direcionar mensagens para as pessoas certas, no momento certo e promover negócios sérios.

As taxas de resposta de e-mails em massa são muito melhores do que as malas-diretas, graças ao imediatismo da mídia. Os resultados podem ser mensurados e utilizados para elaborar um e-mail marketing posterior com melhor foco.

O marketing direto via e-mail é um método de comunicação ideal para qualquer pequena empresa que conta com uma presença online eficiente. As mensagens de e-mail podem destacar ofertas especiais e novos produtos para, em seguida, os destinatários serem direcionados imediatamente para o site e até mesmo a uma página de contato.

No entanto, um e-mail marketing mal feito apresenta algumas armadilhas. Eles podem ser vistos como spam e  serem bloqueados. As palavras de ordem, no caso, são responsabilidade e relevância. É preciso ter permissão do destinatário para enviar e-mail marketing. E se você quer que eles respondam positivamente, é necessário que as mensagens sejam realmente importantes ou que tenha algum valor informativo para o seu público. O uso indevido da ferramenta pode simplesmente causar uma má impressão para sua empresa. Veja a sugestão abaixo da Edm2 para criar listas de emails eficientes!

Como construir sua lista de e-mail marketing

O ponto de partida para essa estratégia é um banco de dados atualizado baseado em permissão de envio de e-mail marketing. Essa lista deve conter todas as informações necessárias sobre os destinatários, para que se possa direcionar as mensagens. Os contatos devem ter dado sua permissão para o envio, seja através de um formulário ou em seu site. Certifique-se de incluir uma simples caixa de seleção “opting-in” em todo o material de marketing. Depois, segmente a lista de e-mail em grupos-chave de pessoas que compartilham características específicas. Agrupe os clientes de acordo com o que compraram no passado. Dessa forma, será possível enviar mensagens direcionadas sobre produtos específicos para as pessoas certas, junto a isso coloque datas assim você saberá quando que esse cliente entrou em sua base para facilitar os filtros no futuro.

 Topo