marcas

Você comete esses 4 erros na sua empresa

Muitas vezes nos acomodamos com algumas atitudes e acabamos deixando de lado atitudes importantes no dia a dia das empresas. Descubra se você comete esses erros e entenda maneiras de melhorar.

Não perguntar ou chamar seu cliente pelo nome

Muitas pessoas não sabem, mas tratando o outro pelo nome você demonstra que conhece a pessoa e gera um sentido de importância para ela.

O Som do nosso nome é uma espécie de gatilho mental, que faz vibrar nossa energia corporal fazendo com que nosso cérebro entre em ação e comece a participar de uma conversa.

Um estudo realizado na Universidade do Texas, Estados Unidos, comprovou que o nome de uma pessoa é o som mais agradável para ela. Por exemplo: Você está em uma praça de alimentação em um shopping, sábado à tarde e de repente ouve seu nome, o que você faz? Imediatamente olha para trás e procura quem o chamou, não é mesmo? Imagine agora o impacto de mencionar o nome do seu cliente, durante seu atendimento?

Deixar de investir em treinamentos

 Quando se lida com clientes por telefone ou presencialmente é preciso que toda a equipe esteja alinhada e com um pensamento de trabalho em equipe. Muitas Micro, Pequenas, Médias e Grandes empresas, perdem fortunas diariamente por não treinar, motivar e capacitar seus profissionais. Você pode não acreditar, mas seu cliente sente essa diferença quando está em uma negociação e percebendo isso, eles se propõem a investir um pouco mais, só por ter tido prazer de ser muito bem atendido.

Valorizar o pagamento mais que o atendimento

Um erro rotineiro é achar que, só porque o cliente paga em dia, e o serviço é prestado como prometido não há necessidade para preocupações. Na verdade, garantir um atendimento personalizado e sempre buscar solucionar os problemas que surgem frequentemente ajuda a estreitar a relação de empresa x cliente. É necessário focar em deixar seu cliente sempre satisfeito e não simplesmente focar em quando será o próximo pagamento.

Não agradecer a um cliente por dar feedback

Quantos clientes pensam que seu produto falha em algum aspecto e não dizem nada a respeito? Assim como a reclamação, o feedback é o melhor presente que um cliente pode nos dar (além de seu dinheiro!) Faça um grande pós-venda e mostre preocupação com o grau de satisfação do seu cliente depois do processo de compra.

“Seus clientes mais insatisfeitos são sua melhor fonte de aprendizado. ”

– Bill Gates

O que é Branding?

branding-taglines

O termo branding tem gerado muitas dúvidas para empresas, e até profissionais de marketing, e em algumas ocasiões acaba sendo usado de forma errada. O número de ações de “branding” tem crescido visivelmente, e as empresas passaram a investir pesado nesse tipo de ação.

Afinal, o que é Branding? Para explicar menor, vamos do começo. Brand, ou marca, é um conjunto de percepções que representam o seu produto, serviço ou organização. O que para a marca é a imagem que o público tem dela. Sua marca não é apenas o slogan, ou a identidade visual da empresa, essa parte é o “visível”. A importância da marca é o valor percebido, ou seja, é intangível.

Nessa parte é que entra o branding, de fato. O objetivo dele é fortalecer sua marca com o público, mostrar que ela é importante, que sua marca tem aquele “a mais” que o cliente procura, e que seu produto/serviço é o que ele precisa. O branding procura atrair clientes para a sua marca sem que você tenha que caçá-los com outros tipos de estratégia, muitas vezes mais caras.

Os clientes procuram mais do que algo diferente, eles procuram relevância. Então seja relevante, e mostre que sua marca é aquilo que o seu cliente precisa.

Yahoo se prepara para mudar sua marca

O Yahoo anúnciou nesta Terça-Feira 06 de Agosto um projeto que vai reinventar a marca Yahoo. E a cada dia sua marca será alterada até o lançamento oficial de sua nova identidade visual que será lançada no dia 4 de Setembro.

Veja o Teaser que o Yahoo preparou:

Dicas para o sucesso da plataforma – CRM

O que é CRM e para que serve?

CRM é a sigla em inglês de “Customer Relationship Management”, que significa “gestão do relacionamento com o consumidor”.  É um conjunto de processos e tecnologias que geram e facilitam relacionamentos com clientes e parceiros através do marketing, das vendas e serviços, de uma forma organizada e integrada, independentemente do canal de comunicação.

Ao adotar a estratégia do CRM, a empresa poderá identificar e interagir com os clientes de forma mais próxima, possibilitando conhecer seu perfil, para um atendimento mais personalizado e, assim, conseguir a fidelização do cliente e obter melhor retorno sobre o investimento em marketing e vendas. Em resumo, o CRM é uma estratégia e os sistemas e softwares são as ferramentas tecnológicas disponíveis para auxiliar a gestão do relacionamento.

Em geral, o CRM abrange a automação de gestão do marketing , a gestão comercial e a gestão de serviços e produtos ao cliente. Muitas vezes, devido o volume imenso de dados e diálogos entre consumidores e empresa, principalmente nas redes sociais, investir somente em pessoas pode não ser o suficiente para o bom acompanhamento e controle, sendo necessário a implantação de um software, preferencialmente integrado aos sistemas da empresa. Mas um bom sistema de informática não significa bons retornos se não houver planejamento como, por exemplo, definição do tipo de relação com os clientes, a solução tecnológica adequada à estratégia da empresa, treinamento e a sua implementação, com integração entre os sistemas de CRM e os sistemas atuais de uma empresa.

Se sua empresa está pensando em implantar um sistema CRM, evite sistemas “amarrados” e decida-se por um sistema com estrutura flexível, que permite ajustes e atualizações, conforme as novas tecnologias vão surgindo.

Consulte nossos serviços : http://www.edm2.com.br/servicos/crm

 

O SAC das redes sociais

 

Edm2 Com o crescimento de empresas e pessoas ativas nas redes sociais, as comunicações diretas entre fornecedores de produtos e serviços e o público vem crescendo a cada dia.

O consumidor  atualmente tem utilizado com muito mais frequência as redes sociais para interagir com as empresas por considerar esse meio mais eficiente e rápido, seja para elogiar, reclamar ou até mesmo dar sugestões.  Ao mesmo tempo,  esse mesmo consumidor espera receber  atenção e ser atendido na mesma velocidade.

Pesquisas recentes indicam que a maioria dos usuários das redes sociais desejam respostas algumas horas após sua mensagem ou, no máximo, no mesmo dia, principalmente se forem motivadas por alguma reclamação.

Uma boa interação e qualidade no atendimento é essencial, pois a imagem da empresa pode ficar seriamente afetada, colocar em risco resultados esperados de uma estratégia de marketing ou do lançamento de novos produtos ou serviços, pois para um cliente a opinião dos demais consumidores é levada muito em conta.

Uma boa alternativa para agilizar o atendimento é padronizar as informações, mas além de diminuir o tempo de resposta ao seu público, é fundamental apresentar soluções que satisfaçam seus clientes.

Mensagens ocultas em logotipos

 

Imagem-Principal

Design de logos é verdadeiramente uma arte! 

Mostramos abaixo alguns exemplos de logos famosos, que contém mensagens ocultas, muitas das quais poucas pessoas percebem.

 

 

1-  Amazon.com – A seta representa um sorriso de satisfação, “de A a Z”

Imagem-1

 

2- Hope for African Children Initiative – silhueta de duas pessoas no mapa

Imagem-2

3- Federal Express, FEDEX – seta entre as letras E e X, indicando velocidade e precisão.

Imagem-3

 

4- Milwaukee Brewers – As letras B e M formam uma luva do jogador segurando uma bola

Imagem-4

 

5- Bronx Zoo – As pernas dos animais formam prédios da cidade de Nova York.

Imagem-5

 

6- Pittsburgh Zoo – O espaço negativo da árvore forma o desenho de um gorila e um leão

Imagem-6

 

7- Goodwill – A letra G forma um rosto feliz.

Imagem-7

 

8- Toblerone – Existe um urso, símbolo da cidade onde é produzido, escondido na montanha.

Imagem-8

 

9- NBC – O logo forma um pavão branco, com penas coloridas indicando as divisões do canal americano

Imagem-9

 

10- Carrefour –  o logo é a letra C em branco, entre as cores vermelha e azul da bandeira da França.

Imagem-10

 

11- Sun Microsystems – o nome Sun pode ser lido em qualquer direção.

Imagem-11

 

12- Fórmula 1 – o número 1 indica velocidade.

Imagem-12

 

13- Tostitos – As letras T  centrais formam duas pessoas segurando um tostito.

Imagem-13

 

14- Eighty 20 – Os quadrados, em linguagem binária, formam os números 80 e 20.

Imagem-14

O que faz um logotipo ser bom?

Cada marca tem uma imagem, uma identidade, uma história a ser contada que os consumidores precisam perceber e reconhecer com facilidade. E é o design que viabiliza visualmente a alma, a essência, o DNA de uma organização ou produto. Projetar um logotipo é, portanto, uma das tarefas mais desafiadoras de um designer e requer muito mais que habilidade e senso artístico. Desenhar um logotipo é uma atividade complexa que exige técnica, horas de pesquisa, estudo e muita experiência.

Alguns dos mais icônicos símbolos de empresas foram criados por renomados estúdios de design a preços milionários. Outros da mesma lista foram gerados por acaso, ou vendidos a preço de banana.

Podemos observar a seguir que  os logotipos possuem uma margem pequena de acertos,  e por isso o investimento se justifica na preocupação da empresa de criar uma marca. Normalmente as marcas de sucesso criadas no aleatório  resultam de uma tacada de sorte.

Vejamos algumas marcas de sucesso:

 

Coca-Cola

Valor investido: Nada

O famoso logo da Coca-Cola foi criado por Frank Mason Robinson, em 1885. Na época, Mason era escriturário de John Pemberton, o criador da bebida, e teve a ideia de fazer o logo com a letra cursiva uma fonte chamada Spencerian Script, desenvolvida no meio do século 19. A sugestão foi incorporada sem nenhum pagamento à Robinson.


 

Google

Valor investido: Nada

Tudo fica mais fácil quando um dos próprios fundadores é quem desenha o logo, certo? Criado em 1998 por Sergey Brin, o símbolo sofreu algumas alterações ao longo do tempo, mas o conceito original ficou intacto. O redesign mais recente da empresa data de 2010.

 

 

Twitter

Valor investido: 15 dólares

O passarinho azul mais famoso do mundo surgiu a partir de uma simples imagem de banco de dados, ao preço de 15 dólares. O artista que a assinou, Simon Oxley, deve ter recebido pouco mais de seis dólares pelo direito de uso. O logo foi sofrendo pequenos ajustes e para criar sua versão mais recente, divulgada em 2011, a empresa contratou um ex-designer do Google.

 

 

 

Nike

Valor investido: 35 dólares

Um dos logos mais icônicos da história foi criado por Carolyn Davidson em 1971 por apenas 35 dólares. Davidson criou o conceito enquanto ainda era estudante de design da Universidade de Portlandia. Comenta-se nos bastidores que em 1983 a artista recebeu da Nike um anel de diamantes com o símbolo e algumas ações da companhia com valor secreto.

 

 

 

Pepsi

Quanto: 1 milhão de dólares.

Em sua história, o logo da Pepsi já passou por diversas mudanças. O mais novo redesign do refrigerante foi assinado pelo Arnell Group, famosa empresa de design e criação de marcas, em 2008. Além do valor milionário pago aos criadores, mais algumas centenas de milhões de dólares foram empregados para trocar as identidades da marca em produtos, sedes e ações promocionais.

 

Fonte: exame.com
 Topo