facebook

Negócio Local? O Facebook tem um formato para você!

Nos dias de hoje é difícil encontrar empresas que ainda não tenham investido alguns reais sequer no Facebook Ads. A plataforma é a rede social mais usada no mundo, e, por isso, a presença de anúncios dentro do site é praticamente obrigatória. O Facebook busca a cada dia novas maneiras de trazer anúncios específicos para cada negócio, colocando novas opções que irão beneficiar os anunciantes. Agora, uma nova opção de anúncio está disponível na rede social, e ela pode ser perfeita para o seu negócio.

Nova ferramenta de segmentação

Como já sabemos, existem diversas formas de segmentação dentro do Facebook. Elas ajudam a tornar os anúncios muito mais efetivos, já que é mais fácil atingir quem tem interesse pelos assuntos que você anuncia.

Qual a novidade?

Pensando nos negócios locais, o Facebook agora passou a trazer notificações de locais com base na localização dos usuários.
Essa notificação vem nas atividades, aquele lugar em que todos nós clicamos várias vezes ao dia.
Isso coloca a sua marca ainda mais próxima do usuário, já que agora, com apenas um clique, ele poderá ser direcionado para a sua página.
A estratégia é ótima para lojas, restaurantes e diversos outros tipos de negócio que buscam atrair cada vez mais clientes.
Se você ainda não faz anúncios da sua marca, produto ou serviço dentro da maior rede social do mundo é melhor começar a olhar com mais carinho para o Facebook.

Entenda o erro na métrica de vídeos do Facebook que deu o que falar

Facebook vídeos

Reprodução: Facebook.com

O Facebook acabou divulgando em um post do seu Centro de Ajuda do anunciante, há algumas semanas atrás que a estatística dos vídeos de propagandas não separava dos números finais pessoas que assistiram o vídeo por menos de 3 segundos ocasionando um número muito inflado de espectadores desses vídeos patrocinados. Mas o porquê de tanta comoção em relação a esse erro? Muita gente começou a contestar os resultados das demais propagandas do Facebook gerando uma verdadeira crise de confiança em relação as campanhas veiculadas na rede social.

A divulgação tem perturbado os anunciantes que compram tempo de vídeo no Facebook, em parte, em torno das que métrica que segundo o Wall Street Jornal estão erradas faz 2 anos.

“Dois anos de relatar números de desempenho inflado é inaceitável”, disse um anunciante do Facebook.

A métrica que foi afetada por esse erro de cálculo do Facebook é chamado de “Average Video Views” que para o português se refere a “duração média do vídeo exibido”. Depois da grande repercussão desse erro o Facebook está substituindo essa estatística com uma medida chamada “Average Watch Time” ou Tempo médio assistido. Veja abaixo o comunicado do Facebook referente a esse erro:

“Nós recentemente descobrimos um erro na forma como calculamos uma das nossas métricas de vídeo”, disse o Facebook em um comunicado. “Este erro foi corrigido e notificamos todos os nossos parceiros, tanto através dos nossos dashboards de produtos. Nós também renomeamos a métrica para tornar mais claro o que medimos. Esta métrica é uma das principais opções que nossos anunciantes utilizam para avaliar as suas campanhas de vídeo “.

O executivo de marketing do Facebook publicou um post respondendo a notícia do Wall Street Journal nessa última sexta-feira.

“Este texto não é apenas sobre este erro” Fischer escreveu. “Isto é sobre quão seriamente nós levamos o compromisso de nossos parceiros para nossa plataforma, e como os seus investimentos com a gente inteiramente dependem da transparência com que nos comunicamos. Sabemos que não podemos ter verdadeiras parcerias com os nossos clientes a menos que façamos o que é certo sendo aberto e honesto com eles, inclusive quando cometemos erros como este. A confiança dos nossos clientes em nossas métricas é essencial para nós e temos que ganhar essa confiança. “

Os anúncios em vídeo são um grande negócio no Facebook. E gera bilhões de dólares em receita todo o ano para a plataforma.

Mas a pergunta que fica é, será que todo esse dinheiro iria para o Facebook se os resultados das métricas de vídeos fossem diferentes?

Facebook tem empurrado vídeo nos últimos anos, em ambos os seus algoritmos e através de plataformas como o Facebook Live. Um executivo do Facebook em junho disse que a rede social será “toda em vídeo” em cinco anos.

Referências:
https://techcrunch.com/2016/09/22/facebook-miscalculation-significantly-inflated-average-video-view-times-for-years/
http://www.wsj.com/articles/facebook-apologizes-for-video-metric-miscalculation-1474641054

A Reputação nas Redes Sociais

“Uma boa reputação aumenta o valor de tudo o que a organização faz e diz. A má reputação desvaloriza seus produtos e serviços e age como um ímã que atrai ainda mais desmoralização” (Dowling, G.)

A forma como uma empresa opera, opina e interfere, com atitudes e posturas que denotem responsabilidade, transparência, sustentabilidade, cidadania, entre outras, vai formando sua reputação ao longo dos anos, e que nem sempre relacionada diretamente aos seus produtos ou serviços, mas a maneira como ela atua na sociedade.

Com a proximidade de seu público através das redes sociais, as exigências tornam-se ainda mais intensas e diretas, e em rítmo bastante acelerado. Entretanto, muitas empresas ainda cometem alguns erros básicos, como, por exemplo, não responder a dúvidas ou reclamações, preferindo manter o silêncio, o que pode causar repercussão negativa, ameaçar sua reputação e afetar os relacionamentos com clientes e investidores.

A reputação corporativa é contruída aos poucos, no dia a dia, através das diversas imagens que a empresa transmite ao longo do tempo. Fundamental, uma boa reputação gerará apoio e respeito de seu público, “segurará a barra” se algo negativo surgir, como também proporcionará vantagem competitiva com relação aos concorrentes.

A gestão da reputação na nova “Economia da Reputação” precisa ser uma prioridade muito bem planejada e administrada pelas empresas e vai muito além de parecer bonito. Pense nisso.

A propagação de uma mensagem nas redes sociais supera as outras mídias, tanto impressa, como televisiva, entre outras. A amplitude e diversificação do público presente nas redes sociais permitem grandes audiências para sua empresa. Por isso, você deve estar preparado para utilizar as redes sociais ao seu favor. Veja como em: http://www.edm2.com.br/servicos/social-media

 Topo