Monthly Archives: agosto 2013

Como fidelizar clientes

00000A fidelização de clientes é uma forma eficaz de melhorar os seus níveis de retenção de clientes. O alto custo de trazer novos clientes em comparação com a manutenção de clientes existentes é indiscutível e a fidelização pode aumentar significativamente os lucros de sua empresa. No entanto, muitas empresas falham quando se trata de construir a lealdade de seus clientes. Em um mercado competitivo, onde os consumidores acham fácil mudar de fornecedor, os programas de fidelidade são uma forma eficaz de aumentar a retenção de clientes e melhorar sua rentabilidade veja como por exemplo as companhias aéreas e seus programas de milhas (Multiplus, Smiles, etc). Se você quer construir uma clientela fiel, apenas manter o cliente satisfeito nem sempre é suficiente. O fato de que seus clientes estão satisfeitos com seu não os impede de trocar os seus produtos ou serviços por um concorrente que lhes ofereça algo a mais.

Para aumentar a fidelidade, é preciso reconhecer, premiar os seus melhores clientes e agrada-los. Um programa de retenção de clientes pode ser usado para incentivar e encantar seus clientes mais valiosos, que, por sua vez, podem fazer maravilhas para a sua rentabilidade.

Quais as vantagens?

A fidelização permite que você se concentre em seus melhores clientes e melhore os níveis de satisfação. Clientes fiéis compram mais e frequentemente e estão dispostos a pagar mais, o que melhora o seu fluxo de caixa e aumentar a rentabilidade e a frequência de pedidos.

Clientes fiéis tornam-se também seus melhores defensores. Eles recomendam para outros, economizando custos de marketing. A indicação de um cliente fiel para seus amigos e familiares é bem mais poderoso do que qualquer campanha publicitária.

Elaboração do programa de fidelidade direita

Os clientes gostam de programas de fidelização, porque eles sentem que estão sendo recompensados por dar-lhe o pedido. Ofereça algo que eles apreciarão, mas deve ser concebido também com o lucro em mente.

As recompensas que você oferecer aos clientes fiéis podem variar desde descontos, produto extra ou prêmios. Um cabeleireiro, por exemplo, poderia oferecer um simples sistema de cartão, onde os clientes receberiam um tratamento gratuito a cada dez visitas. Uma empresa de correio poderia oferecer um desconto para grandes encomendas.

Acima de tudo, o sistema deverá ser simples de usar e as recompensas devem ser atraentes e acessíveis. Se os clientes tiverem que gastar muito para obter um pequeno presente, seu programa poderá não dar muito certo. Ao mesmo tempo, certifique-se de que você recuperará os custos em tempo razoavelmente curto.

Conheça seus clientes

Os dados gerados por um programa de fidelização são valiosos na hora de apurar o comportamento de seu cliente. Esses resultados podem indicar quem são os seus melhores clientes, definir o perfil dos clientes que compram pouco, que tipo de bonificação é mais atraente, pode indicar os padrões de desistência e também ajudá-lo a melhorar a sua gama de produtos e  de ações. Sabendo o que seus melhores clientes compram pode te ajudar a decidir onde você deve investir para aprimorar seu produto ou serviço.

Apesar de seus melhores clientes estarem trazendo a maior parte de seu lucro, seus “piores” clientes que gastam pouco e só compram produtos com desconto – podem as vezes custar-lhe dinheiro. Possuir um programa de fidelidade pode melhorar significativamente este cenário.

A fidelização também pode ser usado para reconquistar clientes inativos. Estes são muito mais fáceis de reconquistar porque conhecem você e você tem seu histórico de compra e sabe onde e como alcançá-los. Como o próprio gênio do marketing diz “é mais caro conquistar novos clientes do que manter” (KOTLER, 2008).

Uma estratégia de marketing pode fazer a diferença

Todas as vezes em que você fala com alguém sobre o seus negócios, você está envolvido em marketing. Qualquer conversa sobre a sua empresa é uma oportunidade de promover o seu negócio e aumentar as vendas.

A estratégia de marketing vai ajudá-lo em seu foco. Ele identificará as diferentes maneiras com que você pode conversar com seus clientes, e concentrar-se naqueles que gerarão a maioria das vendas.

Falar o que deve ser dito, como falar e para quem falar, a fim de realizar mais vendas. Porque o tempo é crítico, ele indicará quando falar também.

Estratégia de Marketing: objetivos

Seus objetivos de marketing serão focados em como aumentar suas vendas em conseguir e manter clientes.

Para entender como fazer isso, especialistas falam sobre a melhor forma de embalar seus produtos e serviços, quanto cobrar por eles e como inseri-los no mercado.

A estratégia de marketing vai ajudá-lo a personalizar suas mensagens e o mix de abordagens de marketing de forma no lugar adequado para que você suas vendas e suas atividades de marketing formem um conjunto integrado para um plano de marketing eficaz.

Estratégia de marketing: conhecer seus clientes

A estratégia de marketing bem sucedida depende de conhecer seus clientes, o que eles precisam e como você pode persuadi-los a comprar seus produtos.

Não há substituto para o conhecimento. A experiência e comunicação regular, bilateral, vai dizer muito sobre seus clientes. Mas uma pesquisa de mercado alvo trará uma imagem mais detalhada de segmentos de clientes com as mesmas necessidades. Ela ajudará a entender como atingir essas pessoas e para que você não perca tempo com aquelas que não estão interessadas em sua oferta.

Mas você também precisa entender como funciona o mercado – onde seus clientes encontrarão suas ofertas, por exemplo? Sua estratégia deve informar-lhe como mensurar sua concorrência e quais as novas tendências em seu mercado.

Estratégia de marketing: Planejamento

Um plano de marketing indicará como colocar sua estratégia em ação. Ele definirá os orçamentos de marketing e prazos, mas também indicará os resultados de como você está está atingindo seus clientes-alvo – seja através da publicidade, networking, em feiras, marketing direto, e assim por diante.

Fundamentalmente, ele mostrará quando contatar seus clientes. Cronometrar suas atividades para atender os seus ciclos de compra economizará dinheiro e maximizará suas vendas.

Finalmente, o plano de marketing deve olhar para o futuro: ele deve descrever como você faz o acompanhamento das vendas e o que você está fazendo para promover sua oferta.

Como em qualquer plano, o progresso deve ser mensurado e revisado para ver o que está funcionando e o que não está, de modo que você possa definir novas metas, conforme as alterações regulares do mercado.

O que é marketing de varejo e como funciona?

varejoO marketing de varejo tem como característica principal a comunicação com o consumidor, sem focar especificamente marcas ou produtos, mas as estratégias de promoções de vendas e a criação de um relacionamento cordial entre empresas e consumidores.

Diferente dos tradicionais tablóides, promoções e comerciais agressivos, o marketing de varejo busca entender as necessidades e o comportamento do consumidor, seus desejos e vontades para, depois, definir quais serão as ações de marketing adequadas em cada caso. Por isso, não existe um modelo único, que sirva para todos, como, por exemplo, porque um consumidor escolhe determinado produto dentre tantos outros no mercado. Ou seja tudo depende da definição da estratégia e também das ferramentas que são utilizadas para que as metas sejam alcançadas, mas é sempre importante focar no que seu cliente quer na hora de definir um plano de ação. As vezes isso pode parecer simples mas não é.

Em resumo, o foco do marketing de varejo não é só vender um produto, mas atuar para a construção de uma parceria sólida com os consumidores, através de estratégias de comunicação para conquistar, se relacionar e fidelizar o consumidor final. Atender as expectativas e principalmente seduzir e surpreender seu público.

A pergunta que fica é: O que sua empresa está fazendo para fidelizar clientes e atrair novos consumidores?

A Edm2 possui experiência com mercado de varejo com foco em planejamento e estratégias dentro dos 4 P’s do marketing tradicional. Conheça nosso serviço de assessoria de marketing e descubra como melhorar as vendas de sua loja.

Entenda o retorno de investimento em uma loja online

comp444Muitas pessoas acham que abrir uma loja online garante retorno imediato e começam a faturar imediatamente, mas a não é bem assim. Cada tipo de negócio seja on-line ou físico funciona muito diferente e não tem regra totalmente correta que funcione de maneira igual para todas. Mas o que podemos dizer é que em ambos tipos de negócios é necessário ter um tempo de investimento para depois colher os frutos nos chamamos isso de período de emcubação, esse período pode levar de 3 meses a 1 ano podendo até se extender mais ainda.

Mas na hora de investir é fundamental ter em mente que o E-Commerce é como qualquer outro negócio, pode demorar um pouco para você começar a realmente colher os frutos mas não desanime! Grandes varejistas também passaram por isso como o caso da Netshoes, Sacks, entre outros.

Se você já pensa em investir no varejo online considere as seguintes dicas:

1 – Sua loja virtual passa segurança? Ela está transparecendo segurança para quem está visitando pela primeira vez? Nem sempre design é suficiente para demonstrar segurança do seu negócio, o importante é que a sua loja transpareça segurança na hora de comprar.

2 – Funcionamento: Assegure-se que sua loja está funcionando corretamente, simule pedidos, faça buscas, utilize sua loja como se fosse você o comprador, anote as modificações necessárias.

3 – Mensuração: É fundamental para o sucesso de qualquer negócio online, com a mensuração você poderá ter pistas do que você está errando e também acertando! Descubra como seu cliente se comporta dentro de sua loja para que você utilize esses dados para melhorias futuras.

4 – Preço: Preço atraente no E-Commerce é fundamental. Não compare apenas com as lojas on-line mas também com as lojas físicas. Lembre-se que a maioria das pessoas não escolhe o produto pelo meio onde é vendido e sim o contrário. Saiba exatamente contra quem irá disputar por seus clientes e qual o diferencial, preço, qualidade, condições de pagamento, tempo de entrega, entre outros fatores.

5 – SEO: Sites novos demoram um pouco para que o SEO começe a ter efeito, alguns buscadores podem demorar até 3 meses para dar alguma relevância a seu negócio. A opção para esses casos são links patrocinados pois neste momento é a única forma de atrair tráfego qualificado para sua loja.

A Edm2 pode te ajudar com os passos do 1 ao 5 para que seu comércio online obtenha os melhores resultados. É claro que investimento é um fator determinante para o tempo de maturação de sua loja online. Existem casos de loja que investia R$ 3.000,00 e faturava R$ 30.000,00 e casos de loja que investia R$ 30.000,00 e faturava R$ 300.000,00. Lembrando que ao longo do tempo o investimento necessário em publicidade pode cair, pois outras origens de compra sustentarão esta diminuição como, fidelização e visitas orgânicas. Seu resultado tem uma grande correlação com seu investimento!

Conheça os serviços de BPO para loja online da Edm2 e comece a investir no seu negócio agora.

Sua empresa possui uma estratégia para redes sociais?

f-22222Sua empresa não começaria uma campanha publicitária sem uma estratégia. Da mesma forma, não deveria postar no Facebook sem ter uma também. Quase todas as empresas que ainda não saltaram de forma expressiva na mídia social estão buscando isso. Poucas sabem realmente o que fazer, como abordar e quais recursos e compromissos são necessários para ser bem sucedido.
Pense nisso: Você sabe o que é ter sucesso na mídia social? (Dica: Não é um milhão de seguidores)
Para aqueles que procuram iniciar, ou talvez explorar como tornar uma presença nas redes sociais melhor, é começar a ouvir ao invés de falar. Isso significa fazer uma auditoria social, como identificar seus principais concorrentes, suas metas ideais e os principais influenciadores dentro da sua categoria. Veja aqui algumas dicas que a Edm2 montou:

Encontre seu lugar!
Poucas empresas na rede social tem tempo e recursos necessários para estar em toda a parte. Identifique quais são as plataformas ideais para o seu negócio (Facebook, Twitter, LinkedIn, etc) com base no que cada uma pode realizar e como elas se encaixam. Onde seus concorrentes estão investindo e por quê? Você quer se conectar com seus clientes. Conversar com eles onde já estão “acostumados” desempenha papel crítico para trazê-los até a sua empresa/produto/serviço.

Descubra a sua voz!
As marcas muitas vezes cometem o erro de postar com uma voz robótica, que carece de qualquer senso de conexão pessoal. O engajamento acontece num nível humano. As empresas que tiveram sucesso nas mídias sociais humanizam suas marcas – elas criam uma voz exclusiva e personalidade. Encontre aquelas em seu espaço que possibilitem um diálogo real com sua base de fãs, e você verá a verdadeira personalização nos posts. Pode ser divertido, espirituoso, consultivo ou qualquer outra coisa. Mas não é genérico. Crie uma voz que é fiel à sua marca e envolvente para o seu público alvo.

Ajuste o volume.
Ninguém gosta de um tagarela, mas também é importante ser ativo e participativo sempre. Mais uma vez, ouvir os ambientes sociais e da concorrência podem guiá-lo para o volume certo em seus esforços sociais, quantas vezes postar, a velocidade, as expectativas e a frequência de respostas às postagens nos seus ambientes.

Defina sua estratégia.
Você não começaria uma campanha de marketing sem uma estratégia. Então, não deveria postar no Facebook sem uma também. A forma como você lida para o engajamento e interação com seus clientes-alvo, a exclusividade do que está fornecendo fará com que eles queiram “gostar” de sua marca e interagir com o seu conteúdo, e é como você vai medir e relatar essas métricas de sucesso. O primeiro e mais importante passo é identificar o que você deve dizer para sintonizar com o seu público-alvo. Aqui estão algumas dicas específicas que podem ajudar a identificar por onde começar:

1. Explore conversas entre uma grande variedade de fontes para ver quais as questões que estão surgindo para as pessoas em seu alvo.

2. Visite fóruns para ver quais são os tópicos de interesse em relação ao seu negócio. A etapa de escuta social, irá identificar alguns fóruns populares que estejam de acordo com o seu público alvo.

3. Selecione um site concorrente para ver os tópicos que estão impulsionando engajamentos.

Armado com um conhecimento prático do espaço da mídia social, os esforços de seus concorrentes e os interesses de seus público, você está pronto para saltar. Esteja preparado para fazer um investimento a longo prazo para a efetiva realização dos seus planos sociais e estabeleça metas mensuráveis ​​e alinhadas com seus objetivos do negócio.

Yahoo se prepara para mudar sua marca

O Yahoo anúnciou nesta Terça-Feira 06 de Agosto um projeto que vai reinventar a marca Yahoo. E a cada dia sua marca será alterada até o lançamento oficial de sua nova identidade visual que será lançada no dia 4 de Setembro.

Veja o Teaser que o Yahoo preparou:

Como fazer seu email marketing vender

vender por emailLembre-se! Seu objetivo inicial é abrir um diálogo – e não para vender sua imagem, sua empresa ou seus produtos.
Com base em amostras de email marketing, parece haver uma incompreensão geral sobre o conceito básico de venda via e-mail, e que o objetivo inicial é apenas para abrir um diálogo.

Como fazer errado:
Um leitor me perguntou como escrever uma linha de assunto sem ser pego por um filtro de SPAM. Ele tinha enviado e-mails para “milhares” de prospectados e não conseguiu uma única resposta, então imaginou que os e-mails tivessem sido marcados como “Spam”. Dei uma olhada no seu “e-mail de vendas”. Ele continha vários parágrafos com palavras difíceis, finalizando com um “solicite uma reunião” e  “entre em contato comigo para agendarmos um horário”. Foi imediatamente óbvio que o problema não era filtros de spam, mas o palavreado contido no e-mail. O “e-mail de vendas” tinha sido criado por uma empresa de treinamento de vendas e tinha a intenção de “responder às perguntas dos clientes antes que eles perguntassem”.

Agora, vamos listar todas as tarefas que um email marketing deveria supostamente realizar:

1. Convencer os destinatários de comprometerem-se com um minuto de esforço mental para decifrar o que diabos o e-mail estava comunicando.

2. Informar aos prospectados sobre o produto, suas características e funções, simultaneamente, respondendo a quaisquer objeções à compra.

3. Convencê-los a alocar uma hora de seu tempo valioso para se encontrar com um vendedor.

4. Convencê-los a saber mais sobre o produto (clicando no site) ou decidirem tomar a iniciativa específica de agendar a reunião.

Sugestão para melhorar o email de vendas:
A abordagem de vendas descrita acima não é incomum. A maioria dos email marketing são focados em vender algo e muitas vezes são igualmente antiquados e exigentes. Por razões que eu não entendo muito bem, as pessoas esperam que um email marketing faça a venda para elas até mesmo a ponto de fechar o negócio e o cliente a tomar as iniciativas. Provavelmente essa confusão vem dos velhos tempos de marketing direto. Afinal, se você está enviando lixo eletrônico, não deverá interessar o cliente o suficiente para contatá-lo. Mas o e-mail não funciona dessa maneira. A força é que as mensagens de e-mail precisam fluir, sem as duas pessoas estarem presentes ao mesmo tempo. Não enviar e-mail como lixo eletrônico e começar de maneira a ter uma conversa. Seu e-mail inicial não tem que convencer o prospectado a tomar qualquer outra decisão que não seja um “REPLY”, indicando interesse em saber um pouco mais sobre o assunto. Você pode (e deve) esperar até e-mails posteriores para explicar detalhes ou solicitar uma reunião.
Desde que seu objetivo é abrir uma caixa de diálogo (ao invés de vender algo), seu e-mail de vendas inicial deve simplesmente conter um “teaser” com a sugestão de resposta para mais informações. Se você receber a resposta, saberá que o prospectado está, no mínimo, um pouco interessado no que está sendo oferecido. Mais importante, você iniciou um diálogo onde poderá explicar mais, agregar valor, e partir gradualmente a venda no próximo nível.

Utilize sua base de email de clientes a seu favor!

 Topo